Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

Meu filho está se divorciando… Como posso ajudar?

Shutterstock
Compartilhar

Concentre-se nas crianças que também estão sofrendo – seus netos

Quaisquer que sejam as causas da separação e do divórcio de um filho adulto, seus pais ficam numa situação difícil.

Os pais podem oferecer um valioso apoio moral e prático com sua sabedoria e experiência, particularmente com questões práticas envolvendo netos. Embora cada caso seja diferente, esses princípios gerais podem servir de guia para a forma como os pais de um filho adulto podem prestar apoio através das dificuldades de um divórcio.

Certifique-se de que seu filho cumpra suas obrigações com a família dele

  • Ele deve chegar a um acordo que não só cumpre suas obrigações legais, mas também reflete um coração misericordioso. Ele deve fornecer pensão alimentícia e/ou apoio à criança para providenciar habitação digna, educação, cuidados médicos etc. Os homens divorciados tendem a retornar ao estilo de vida de um bacharel, com uma lista de despesas que os leva a tornarem-se insensíveis às necessidades reais de sua ex-esposa e filhos, porque, como diz o ditado, “fora da vista, fora da mente”.
  • Ele deve responder a qualquer pedido de ajuda.
  • Ele deve cuidar da reputação de sua ex-esposa aos olhos dos outros e, acima de tudo, aos olhos de seus filhos.

Ajude seu filho a ser um pai melhor

  • Acima de tudo motivá-lo a passar um tempo de qualidade com seus filhos, estar atento aos problemas e dificuldades deles – seja acadêmico ou relacionado à saúde ou ao desenvolvimento pessoal.
  • Ele não deve se limitar a dar presentes aos seus filhos (especialmente os caros). Em vez disso, ele deve dar-se a si mesmo, não se concentrando em levá-los para visitar lugares ou entretê-los, mas em acompanhá-los em suas vidas diárias. Isso significa ficar muito envolvido em todos os seus eventos comuns e extraordinários, como lição de casa, jogos, aniversários, graduações, realizações esportivas etc. Ele também deve estar perto deles em suas dificuldades, sempre pronto para ouvi-los.
  • Ele não deve sentir que sua paternidade foi enfraquecida; ele deve ter o direito de educar e disciplinar seus filhos.

Fique em contato com sua ex-nora

  • Seu filho que se divorciou, não você. A menos que haja uma razão séria, não é correto tentar apagar o sentimento que foi estabelecido através do vínculo matrimonial, em que havia uma autêntica relação de aceitação e carinho. Sua ex-nora e seus netos não precisam pagar esse preço adicional. Continue aceitando-a e apoiando-a enquanto ela trabalha para reconstruir sua vida, mesmo quando isso inclui um novo relacionamento.

Continuem sendo avós

  • Não rejeite a mãe das crianças; isso só machucaria tanto ela quanto as crianças.
  • Mantenha sua casa aberta para seus netos como um lugar de refúgio. Ame e os acolha sem fazer qualquer distinção entre antes e depois da separação de seus pais.
  • Não alimente ressentimento e, se algum dos seus netos mostrar uma inclinação para julgar ou falar mal sobre seus pais, corrija-os com amor.
  • Mantenha-se atento a quaisquer sinais de abuso ou alienação de seus pais. Há momentos em que um dos pais pode tentar influenciar o modo de pensar das crianças para obstruir, bloquear ou destruir seu vínculo com o outro pai.
  • O avô deve se esforçar para substituir, quando possível e necessário, a falta da figura de um pai na casa de seus netos.

Mantenha seu relacionamento com os avós maternos

  • Seus netos compartilhados são um vínculo comum e indestrutível. Você precisa falar abertamente e sem julgamento sobre a situação, concentrando-se no seu desejo de apoiar os netos durante este momento difícil.

Uma das perdas mais profundas e repentinas em um divórcio é a perda do senso de unidade no casamento (não somos mais um, mas sim um contra o outro), e a unidade no resto da família. Como pais, talvez não possamos juntar as peças quebradas de um casamento, mas nosso apoio discreto e silencioso pode fazer o melhor de uma situação difícil, especialmente para os netos.