Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.
Newsletter Aleteia: uma seleção de conteúdos para uma vida plena e com valor. Cadastre-se e receba nosso boletim direto em seu email.
Registrar

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

7 regras para não deixar o Facebook prejudicar seu casamento

Compartilhar

A rede social tem sido citada como um dos fatores mais importantes em processos de divórcio

O Facebook é uma ótima ferramenta para se manter em contato com amigos, divertir-se e ficar por dentro das notícias. Mas tem uma coisa muito importante diante da qual o Facebook, se mal-usado, é um inimigo: o casamento. De fato, a rede social tem sido citada como um dos fatores mais importantes em processos de divórcio.

Então, se você é casado e tem um perfil na rede social, há algumas coisas que você pode fazer para proteger o seu relacionamento. Confira:

  1. Nada de segredos

Seu perfil no Facebook deve ser um livro aberto. Se você ainda não fez isso, compartilhe com seu cônjuge as suas senhas. Aliás: logo depois que você fizer isso, deixem o Facebook de lado e conversem. Uma boa conversa vai fazer vocês entenderem que o livro aberto do outro não é um mundo de curiosidades que você está perdendo.

  1. Nada de brechas para o passado

Você está usando o seu computador quando de repente chega uma mensagem: seu/sua ex-namorado/a do ensino médio encontrou você! Enquanto pode parecer lisonjeiro que essa pessoa ainda se lembra de você, não ceda à tentação de relembrar a relação. Ok, é para ignorar a mensagem? Sim, pode ser uma boa opção. Se mesmo assim você quiser dar um “oi”, fale com seu cônjuge primeiro e o deixe a par de tudo.

  1. Nada de bancar o detetive

As brechas para o passado funcionam em mão dupla. Então, além de não se permitir reconectar com os relacionamentos do passado, também não vá atrás deles procurando saber como estão. Se eles parecerem pessoas atraentes – e solteiras – você pode ser tentado a entrar em contato. E se estiverem comprometidos, procure imaginar o que o cônjuge deles pensaria ao saber que você está tentando saber mais sobre eles.

  1. Nada de mensagens privadas

Se você tem amigos do sexo oposto, mantenha todas as comunicações entre vocês públicas.

  1. Nada de “viajar” na vida dos outros

É muito fácil ver posts sobre outros casais e começar a achar que o seu cônjuge é um banana. Viagens, presentes, brincadeiras com os filhos! Mas lembre-se: nenhum esposo ou esposa é perfeito e mesmo esses galãs do Facebook devem ter as suas sujeiras debaixo do tapete. Não se compare e saiba sempre ver o que seu companheiro tem de bom.

  1. Nada de… Facebook?

Ok, pode ser uma medida um pouco drástica. Ainda assim, é uma opção a considerar. Afinal, se você não precisa da rede para o seu trabalho, imaginar que a vida sem Facebook seria um desastre já é um mau sinal. Você e seu cônjuge podem passar o tempo fazendo coisas maravilhosas juntos em vez de ficar cada um no seu canto checando a rede social.

  1. O status de relacionamento

“Casado” é a única opção possível. E deve estar visível.

 

(via Sempre Família)

Boletim
Receba Aleteia todo dia
São leitores como você que contribuem para a missão da Aleteia

Desde o início de nossas atividades, em 2012, o número de leitores da Aleteia cresceu rapidamente em todo o mundo. Estamos comprometidos com a missão de fornecer artigos que enriquecem, informam e inspiram a vida católica. Por isso queremos que nossos artigos sejam acessados por todos. Mas, para isso, precisamos da sua ajuda. O jornalismo de qualidade tem um custo (maior do que o que a propaganda consegue cobrir). Leitores como você podem fazer uma grande diferença, doando apenas $ 3 por mês.