Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Sábado 31 Outubro |
Beato Domingos Collins
home iconReligião
line break icon

Papa a clérigos: falar com ternura, ouvir sem condenar

POPE FRANCIS

Antoine Mekary | ALETEIA

Vatican News - publicado em 22/10/18

"Vocês são chamados a ler os sinais dos tempos. Novas situações exigem novas respostas"

O Papa Francisco concluiu sua série de audiências, na manhã desta segunda-feira (22/10), recebendo, na Sala do Consistório, no Vaticano, cerca de 100 participantes no Capítulo Geral da Congregação da Paixão de Jesus Cristo ou Padre Passionistas.

Em seu discurso aos Padres Capitulares, o Papa partiu do tema central do Capítulo Geral dos Passionistas, que se realiza em Roma de 6 a 27 de outubro: “Renovar a nossa missão: gratidão, profecia e esperança”. Trata-se de três palavras, disse Francisco, que manifestam o espírito com o qual vocês querem impelir a Congregação a uma renovação da sua missão:

“Vocês pretendem empreender um novo caminho de formação permanente para as suas comunidades, arraigado na experiência da vida diária; além do mais, querem fazer um discernimento sobre a metodologia pastoral para se aproximar mais das novas gerações”.

Seu fundador, São Paulo da Cruz – disse o Papa – deu a si e aos seus companheiros este lema: “Que a Paixão de Jesus Cristo esteja sempre em nossos corações”. Seu primeiro biógrafo, São Vicente Maria Strambi, disse sobre o fundador: “Parece que Deus escolheu o Padre Paulo, de modo especial, para ensinar as pessoas a buscá-Lo na interioridade do seu coração”.

São Paulo da Cruz – recordou o Papa – queria que as suas comunidades fossem escolas de oração, onde pudessem fazer experiência de Deus, não obstante a sua santidade tenha sido vivida entre a obscuridade e a desolação, mas também com alegria e paz, que tocavam o coração de quem o encontrava. E acrescentou:

“A Paixão de Jesus ocupa o centro da sua vida e da sua missão. O Fundador a descreveu como “a maior e mais bela obra do amor de Deus”. O voto, que os distingue, com o qual vocês se esforçam para manter viva a memória da Paixão, os coloca aos pés da Cruz, de onde brota o amor sanativo e reconciliador de Deus”.

Por isso, Francisco encorajou os Padres Passionistas a serem ministros da cura espiritual e da reconciliação, tão necessárias no mundo de hoje, marcado por feridas novas e antigas. Segundo as suas Constituições os Passionistas são chamados a dedicar toda a sua existência à “evangelização e à nova evangelização dos povos, dando prioridade aos mais pobres e abandonados”.

Sua presença ao lado das pessoas, – frisou o Papa – representa, através das missões populares, da direção espiritual e do sacramento da Penitência, um precioso testemunho: “A Igreja precisa de ministros que falem com ternura, ouçam sem condenar e acolham com misericórdia”. E referindo-se à atualidade, Francisco afirmou:

“A Igreja sente, hoje, o forte apelo de sair e ir para as periferias, tanto geográficas como existenciais. O seu compromisso, a abraçar as novas fronteiras da missão, implica não ir só a novos territórios para levar o Evangelho, mas também a enfrentar os novos desafios do nosso tempo, como a migração, o secularismo e o mundo digital”.

Nesta época de grandes mudanças, disse o Papa aos Passionistas “vocês são chamados a ler os sinais dos tempos. Novas situações exigem novas respostas. Uma fidelidade criativa ao seu carisma lhes permitirá responder às necessidades das pessoas que mais sofrem”.

Por fim, o Santo Padre recordou os Santos que a Congregação dos Passionistas ofereceu à Igreja, como o jovem São Gabriel de Nossa Senhora das Dores, cujo exemplo de seguimento a Jesus ainda fala aos jovens de hoje. O testemunho dos Santos e Beatos da família religiosa Passionista representa a fecundidade do seu carisma e os modelos de suas escolhas apostólicas.

O Papa Francisco concluiu seu discurso aos Padres Capitulares Passionistas, dizendo: “Para muitos jovens, que estão à busca de Deus, a Paixão de Jesus pode ser uma fonte de esperança e coragem, pois lhes ensina que todos são amados até o fim. Que seu testemunho e apostolado continuem a enriquecer a Igreja; permaneçam sempre ao lado de Cristo crucificado e do seu povo sofredor”.

(Vatican News)

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Tags:
IgrejaPapa
Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Brasileira Simone Barreto Silva é vítima de ataque terrorista na catedral de Nice
Reportagem local
Brasileira é vítima no ataque terrorista na c...
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
Reportagem local
França: atentado na basílica de Notre Dame em...
Pe. Robson de Oliveira
Francisco Vêneto
Defesa desmente Fantástico, da TV Globo, em n...
Aleteia Brasil
O milagre que levou a casa da Virgem Maria de...
Reportagem local
Corpo incorrupto de Santa Bernadette: o que o...
Philip Kosloski
3 poderosos sacramentais para ter na sua casa
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia