Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Sábado 17 Abril |
Santa Catarina Tekakwitha
home iconAtualidade
line break icon

Angelina Jolie acompanha o drama dos refugiados venezuelanos no Peru

ANGELINA JOLIE

© UNHCR-Santiago Escobar-Jaramillo

Reportagem local - Pablo Cesio - publicado em 23/10/18

A atriz é enviada especial da ONU ao país que é um dos mais afetados pelo fluxo de refugiados na América Latina

Sem maquiagem e longe das telonas, Angelina Jolie está desempenhando um dos seus melhores papéis: ela desembarcou no Peru para acompanhar de perto o drama dos refugiados e migrantes venezuelanos no país.

A atriz de Hollywood é a enviada da ACNUR, a agência da ONU para refugiados e, durante a missão de três dias, vai “avaliar as necessidades humanitárias dos refugiados venezuelanos e os desafios enfrentados pelo Peru como país anfitrião”. Depois serão discutidas possíveis soluções para a crise regional.

ANGELINA JOLIE
© UNHCR-Santiago Escobar-Jaramillo

O Peru é, hoje, um dos países mais afetados pelo aumento do fluxo de refugiados e migrantes da Venezuela, que protagonizam o maior deslocamento de pessoas da história recente da América Latina.

À imprensa peruana, a atriz disse que quer “que as pessoas saibam que os migrantes não saíram da Venezuela porque queriam conseguir um trabalho melhor. A situação é muito mais séria do que as pessoas pensam. Como pode ser uma situação boa se 2,5 milhões de pessoas saíram do país?”

Segundo a ACNUR, a atriz visitou a América Latina pela última vez em 2012, em missão no Equador. Na época, sua missão era se encontrar com refugiados colombianos na região.

Igreja que acolhe

Diante da dura situação dos migrantes e refugiados no país, a Conferência Episcopal do Peru e Associação de Missionários de San Carlos Caslabrinianos inauguraram uma casa de acolhida ao imigrante.

“O que oferecemos é uma acolhida total: lugar para dormir, tomar café da manhã e jantar”, destacou o padre Luiz Do Arte a Aleteia, diretor do abrigo. “Os migrantes agradecem a atitude de hospitalidade e bom trato. Eles se sentem reconhecidos como pessoas, sujeitos do processo. Não são objetos”, finalizou o padre.

Tags:
MigrantesRefugiados
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
KRZYŻYK NA CZOLE
Beatriz Camargo
60 nomes de bebês que carregam mensagens poderosas
2
Pe. Zezinho
Reportagem local
Não desprezem o templo nem posem de católicos avançados, alerta o...
3
MIGRANT
Jesús V. Picón
O menino perdido no deserto nos convida a refletir
4
SPANISH FLU
Bret Thoman, OFS
Como o Padre Pio encarou a pandemia de gripe espanhola
5
MARY, CRUSH, SNAKE
Desde la Fe
10 poderosas armas para lutar contra o demônio
6
Frei Jorge e o cãozinho frei Carmelito
Francisco Vêneto
Humanizar os animais não é amá-los, pois desrespeita sua natureza...
7
Aleteia Brasil
Havia um santo a bordo do Titanic?
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia