Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

Os 10 países da Europa que mais acreditam “com certeza” em Deus

KWIETNE DYWANY W SYPCIMIERZU
Compartilhar

Sob os ventos do laicismo que varrem o continente, alguns povos perseveram nadando contra a corrente - e Portugal é um destaque

O instituto norte-americano de pesquisas Pew Research Center fez um levantamento entre junho de 2015 e agosto de 2017 em 34 países da Europa, entrevistando cerca de 1400 pessoas em cada um desses países, de modo presencial ou via telefone.

Segundo a pesquisa realizada, estes são os 10 países cujos cidadãos mais dizem acreditar “sem dúvida” na existência de Deus:

Armênia: 79%
Geórgia: 73%
Bósnia e Herzegovina: 66%
Romênia: 64%
Grécia: 59%
Sérvia: 58%
Croácia: 57%
Moldávia: 55%
Polônia: 45%
Portugal: 44%

É importante observar que esses números se referem apenas aos cidadãos que afirmam “não ter dúvida” sobre a existência de Deus.

Ao se levar em consideração também as pessoas que dizem acreditar em Deus, mesmo sem absoluta certeza, os números aumentam: em Portugal, por exemplo, 83% dos cidadãos responderam que acreditam em Deus, mas 44% acrescentam que acreditam com certeza.

O destaque português

Portugal apresenta um cenário diferenciado na comparação com os demais países da Europa Ocidental: o nível de perseverança na fé cristã por parte do povo lusitano mantém padrões que, hoje, são mais comumente encontrados na Europa Central e Oriental do que em países que já foram historicamente “muito católicos”, como a Itália, a Irlanda e a Espanha. Aliás, o único país da Europa Ocidental em que mais de 30% da população afirma ter certeza da existência de Deus é Portugal, com a sua já mencionada marca de 44% dos entrevistados.

A nação portuguesa também apresenta um dos mais altos índices de cidadãos que foram criados como cristãos: 94%. Na vida adulta, porém, os entrevistados que afirmaram continuar sendo cristãos foram 83%. Entre as vertentes do cristianismo, os que disseram identificar-se preponderantemente com o catolicismo foram a grande maioria: 77%.

Além disso, para 62% dos entrevistados portugueses, a religião é um componente importante da identidade nacional, enquanto para 36% ela é muito importante no cotidiano pessoal.

Quanto à oração, 37% dos portugueses afirmaram que rezam todos os dias, um número consideravelmente superior ao dos espanhóis (23%), italianos (21%) e franceses (11%).

Em contrapartida, 15% dos portugueses se declararam agnósticos ou ateus.