Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

São Zacarias e Santa Isabel, os pais de São João Batista

Zacharie retrouve la parole
Ghirlandaio © Public Domain
Compartilhar

Um dos casais mais importantes da história da Salvação e sua trajetória de fé que supera o impossível

Quem nos traz informações sobre São Zacarias e Santa Isabel, os pais de São João Batista, é o evangelista São Lucas:

“Ambos eram justos diante de Deus e observavam irrepreensivelmente todos os mandamentos e preceitos do Senhor” (Lc 1,6)

Sempre de acordo com o Evangelho segundo São Lucas, aprendemos mais alguns dados sobre esses parentes de Nossa Senhora e, portanto, de Jesus:

– Zacarias era da classe sacerdotal de Abias
– Isabel era descendente de Aarão
– Os dois tinham idade avançada
– Eles não tinham filhos porque Isabel era estéril.

O anúncio do milagre

Mas a história mudou por obra direta de Deus: sendo sacerdote, chegou certa vez o turno de Zacarias de entrar no santuário para oferecer o perfume a Deus. Foi quando um anjo do Senhor lhe apareceu e revelou que a esposa lhe daria um filho, ao qual deveria chamar João.

Zacarias questionou, porque tanto ele quanto a esposa já eram idosos. O anjo então se apresentou como Gabriel, aquele que está diante de Deus, e disse que tinha sido enviado para lhe anunciar esta boa notícia. No entanto, também lhe afirmou que, por ter duvidado, ficaria mudo.

A visita da Mãe de Deus

O mesmo anjo Gabriel apareceu também à Virgem Maria para lhe anunciar a Encarnação do Filho de Deus. Algum tempo depois, quando já havia concebido por obra do Espírito Santo, Maria foi visitar a prima Isabel para ajudá-la em sua própria gravidez. Ao vê-la, Isabel exclamou as palavras que rezamos hoje na Ave-Maria:

“Bendita és tu entre as mulheres e bendito é o fruto do teu ventre. Donde me vem esta honra de receber a mãe de meu Senhor? Pois assim que a voz de tua saudação chegou aos meus ouvidos, a criança estremeceu de alegria em meu seio. Bem-aventurada és tu que creste, pois hão de cumprir-se as coisas que da parte do Senhor te foram ditas!”

O nascimento de João e o cântico de Zacarias

Depois que nasceu João, o filho de Isabel e Zacarias, todos queriam lhe dar o nome de seu pai, mas Isabel comunicou que o menino se chamaria João. Zacarias confirmou o nome ao escrevê-lo em uma tabuinha. Nesse mesmo instante, voltou a falar e, louvando a Deus, proclamou as palavras que se tornaram conhecidas como o Cântico de Zacarias.

“Bendito seja o Senhor, Deus de Israel, porque visitou e resgatou o seu povo e suscitou-nos um poderoso Salvador na casa de Davi, seu servo, como havia anunciado, desde os primeiros tempos, mediante os seus santos profetas, para nos livrar dos nossos inimigos e das mãos de todos os que nos odeiam.

Assim exerce a sua misericórdia com nossos pais e se recorda de sua santa aliança, segundo o juramento que fez a nosso pai Abraão: de nos conceder que, sem temor, libertados de mãos inimigas, possamos servi-lo em santidade e justiça, em sua presença, todos os dias da nossa vida.

E tu, menino, serás chamado profeta do Altíssimo, porque precederás o Senhor e lhe prepararás o caminho, para dar ao seu povo conhecer a salvação, pelo perdão dos pecados.

Graças à ternura e misericórdia de nosso Deus, que nos vai trazer do alto a visita do Sol nascente, que há de iluminar os que jazem nas trevas e na sombra da morte e dirigir os nossos passos no caminho da paz” (Lc 1,68-79).

Os sacerdotes e religiosos católicos rezam o Cântico de Zacarias todas as manhãs, durante as Laudes.

A festa litúrgica de São Zacarias e Santa Isabel é celebrada em 5 de novembro.