Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.
Cadastre-se e receba Aleteia diretamente em seu email. É de graça.
Receber

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

Quer ver como era Auschwitz de verdade?

AUSCHWITZ ENTRY
Compartilhar

A realidade era muito pior do que as imagens atordoantes que nos chegam pelo cinema ou pela TV

Clique aqui para abrir a galeria de fotos

Clique aqui para abrir a galeria de fotos

Talvez você conheça, graças ao cinema e à TV, a porta com a inscrição ARBEIT MACH FREI, os trilhos do trem e o prédios de tijolinho vermelho. Mas, a não ser que você já tenha estado em Auschwitz (só visitando, esperamos), não conseguirá imaginar o que realmente significou o Holocausto: um autêntico “polígono industrial da morte”. 

Abaixo, algumas imagens do que se viveu ali: 

O Papa Francisco e o Papa Bento XVI quiseram visitar este local de horrores. Lá, rezaram pela vítimas do Holocausto. Veja como foram as visitas: 

Se você ainda quer saber mais, assista ao vídeo abaixo, que foi gravado com um drone. O filme foi transmitido pela BBC. O mais impactante é a imensidão deste campo de concentração, onde – estima-se- morreram mais de 1 milhão de pessoas. 

 

 

São leitores como você que contribuem para a missão da Aleteia

Desde o início de nossas atividades, em 2012, o número de leitores da Aleteia cresceu rapidamente em todo o mundo. Estamos comprometidos com a missão de fornecer artigos que enriquecem, informam e inspiram a vida católica. Por isso queremos que nossos artigos sejam acessados por todos. Mas, para isso, precisamos da sua ajuda. O jornalismo de qualidade tem um custo (maior do que o que a propaganda consegue cobrir). Leitores como você podem fazer uma grande diferença, doando apenas $ 3 por mês.