Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia
María Álvarez de las Asturias
Como ajudar um casal que se separou?
Padre Reginaldo Manzotti
Oração para pedir luz ao Senhor
Padre Reginaldo Manzotti
5 lições de vida para ser feliz
Prosa e Poesia
Os recomeços
Vatican News / Redação da Aleteia
Papa aos juízes: não buscar interesse pessoal

É pecado procurar benzedeiros?

Compartilhar

Veja o que diz a Igreja sobre esta prática

Eles prometem a cura para o corpo e para a alma e estão presentes no Brasil inteiro, principalmente em cidades do interior. São os “benzedeiros” e “benzedeiras”, cujo trabalho é procurado por muita gente. 

Mas o que a Igreja Católica tem a dizer sobre isso? Será que eu posso levar o meu filho pequeno (ou minha filha pequena) para “benzer”?

No portal A12, o padre Fernando Sampaio lembrou o significado da expressão “benzer”, que quer dizer “abençoar, tornar abençoado, invocar a proteção do Céu”. Ele disse ainda que, nas comunidades cristãs existem padres, diáconos e pessoas autorizadas que podem ser procuradas para rezar por nós, pelos nossos filhos, por nossos parentes e amigos: 

“Levemos os nossos filhos para os nossos padres, para que eles os abençoe…Não procure fora da Igreja Católica aquilo que ela faz muito bem e faz parte de sua missão…A Igreja Católica não promove e nem incentiva a superstição. Você pode levar seu filho para benzer, sim, mas na Igreja Católica”, orienta o padre. 

O professor Felipe Aquino também reponde se é pecado ou não levar os filhos aos benzedeiros:

“A Igreja não autoriza as bênçãos por pessoas leigas; logo, essas benzedeiras não fazem algo legal e isso deve ser evitado. A mesma condenação pesa sobre os adivinhos, necromantes, cartomantes, búzios, etc; devem ser totalmente evitados, pois é uma prática que é pecado contra o primeiro mandamento, pois busca-se poder ou informação sem a vontade de Deus”, alerta Aquino.

 

Com informações de A12 e Prof. Felipe Aquino 

Aleteia Top 10
  1. Lidos