Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

É pecado procurar benzedeiros?

Compartilhar

Veja o que diz a Igreja sobre esta prática

Eles prometem a cura para o corpo e para a alma e estão presentes no Brasil inteiro, principalmente em cidades do interior. São os “benzedeiros” e “benzedeiras”, cujo trabalho é procurado por muita gente. 

Mas o que a Igreja Católica tem a dizer sobre isso? Será que eu posso levar o meu filho pequeno (ou minha filha pequena) para “benzer”?

No portal A12, o padre Fernando Sampaio lembrou o significado da expressão “benzer”, que quer dizer “abençoar, tornar abençoado, invocar a proteção do Céu”. Ele disse ainda que, nas comunidades cristãs existem padres, diáconos e pessoas autorizadas que podem ser procuradas para rezar por nós, pelos nossos filhos, por nossos parentes e amigos: 

“Levemos os nossos filhos para os nossos padres, para que eles os abençoe…Não procure fora da Igreja Católica aquilo que ela faz muito bem e faz parte de sua missão…A Igreja Católica não promove e nem incentiva a superstição. Você pode levar seu filho para benzer, sim, mas na Igreja Católica”, orienta o padre. 

O professor Felipe Aquino também reponde se é pecado ou não levar os filhos aos benzedeiros:

“A Igreja não autoriza as bênçãos por pessoas leigas; logo, essas benzedeiras não fazem algo legal e isso deve ser evitado. A mesma condenação pesa sobre os adivinhos, necromantes, cartomantes, búzios, etc; devem ser totalmente evitados, pois é uma prática que é pecado contra o primeiro mandamento, pois busca-se poder ou informação sem a vontade de Deus”, alerta Aquino.

 

Com informações de A12 e Prof. Felipe Aquino