Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

Ações de tabacarias caem por possíveis regulamentações nos EUA

Compartilhar

O tabagismo é a principal causa de morte previsível nos Estados Unidos

As ações de tabacarias caíram nesta segunda-feira (12) após relatos na imprensa de que os Estados Unidos vão anunciar, nesta semana, regulamentações aos cigarros que incluem a proibição de mentolados.

Altria, casa matriz da Philip Morris Estados Unidos, caiu 3,5% na primeira hora de sexta-feira, mas recuperando terreno em seguida. A Philip Morris International caia cerca de 1%.

A imprensa relatou que a agência americana de medicamentos e alimentos (FDA) quer impor idades mínimos para comprar cigarros, proibir mentolados e limitar os pontos de venda de cigarros eletrônicos.

“Junto da redução dos volumes (de venda) este outro fato é inevitável para a indústria do tabaco”, disse Nicholas Hyett, analista da Hargreaves London.

A taxa de consumidores de tabaco está em nível historicamente baixo atualmente nos Estados Unidos, alcançando 14% de sua população. Mas o consumo de cigarros eletrônicos disparou entre os jovens, preocupando pais e agências sanitárias.

O tabagismo é a principal causa de morte previsível nos Estados Unidos. Cerca de 480 mil pessoas morreram por isso ao ano e 16 milhões sofrem de doenças vinculadas ao consumo do tabaco.

(AFP)

Tags:
vicio
São leitores como você que contribuem para a missão da Aleteia

Desde o início de nossas atividades, em 2012, o número de leitores da Aleteia cresceu rapidamente em todo o mundo. Estamos comprometidos com a missão de fornecer artigos que enriquecem, informam e inspiram a vida católica. Por isso queremos que nossos artigos sejam acessados por todos. Mas, para isso, precisamos da sua ajuda. O jornalismo de qualidade tem um custo (maior do que o que a propaganda consegue cobrir). Leitores como você podem fazer uma grande diferença, doando apenas $ 3 por mês.