Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Quinta-feira 29 Outubro |
São Colmano
home iconPara Ela
line break icon

"Mulheres, não abortem seu bebê", diz mãe que abortou

Shutterstock

Paola Belletti - publicado em 18/11/18

Tornar o aborto legal não o torna

Acabo de ler um post na página da minha amiga Cristina Vailati Facchini. É uma mensagem de uma mulher chamada Marina. Minha amiga não dá o sobrenome de Marina, precisamente porque ela compartilhava algo muito mais pessoal: a experiência de Marina de ter abortado seu bebê – e como mãe, porque aquele bebê era e ainda é seu filho.

Marina, que pôs fim à vida de seu bebê, pensou que poderia tirá-lo de sua vida para sempre, mas agora ela sofre de profunda dor e perda.

Sua mensagem é profunda. E nessa dor, que somente Cristo pode curar, ela está aprendendo a perdoar a si mesma, a encontrar paz em seu coração. No entanto, ela não está em paz com o grande problema que ainda envolve milhões de mulheres: o retrato do aborto como um direito, como algo positivo para as mulheres. Ela se junta à voz do papa, que se manifestou fortemente contra isso.

A mensagem da Marina

“Liberdade é uma coisa séria. É responsabilidade. Se você jogasse seu filho da varanda, sofreria as consequências legalmente. A dor iria te assombrar todos os dias da sua vida. Você teria que aprender a viver com isso, e se você não aprendesse a se perdoar (uma jornada longa, árdua e difícil), isso a desgastaria até os ossos. Se você fizer o equivalente quando a criança está no seu ventre, você pode evitar as consequências legais (prisão), mas, humanamente, a dor pesa sobre cada fibra do seu ser… O fato de ser legal é como um anestésico: você tem uma dor em sua alma, você anestesia isso socialmente, então você se sentiria melhor. Mas está apenas adormecida: a dor está lá e permanece temporariamente anestesiada dentro de você, mas sua consciência a desperta de vez em quando, e é arrasadora, frustrante e, em alguns casos, devastadora”.

“Hoje, eu, que matei meu filho, quero dizer: Legalização do aborto? É uma grande decepção. Nossa sagrada liberdade, que tem consequências de vida e morte, está sendo enganada: ‘Faça o que quiser, sua vida é só sua’. [Isso] é uma enorme mentira neste caso, porque na verdade existem duas vidas envolvidas (três, na verdade, porque existe um pai) e uma das três é totalmente inocente; e supostamente essa “vida” é sua. Essa “morte” é sua, eu deveria dizer… oh, que decepção, agora que vejo, agora que entendi; é um engano disfarçado de progresso, como falsa liberdade”.

“Milhões de mulheres anestesiadas estão vagando pelo mundo quando poderiam ter um único beijo do seu doce bebê: talvez ele estivesse doente ou incapacitado, talvez saudável… mas cada bebê é a expressão de uma verdade que ninguém pode entender mal… a vida é sempre vida… eu sou muito grata ao papa que diz – falando sobre o aborto – ‘É certo alugar um assassino para tirar a vida de alguém? Está certo?’. Esta pergunta deve ser gritada e eu quero gritar também: ‘Mulheres, não ponham seus filhos nas mãos de um assassino! Eles vão morrer e você vai morrer com eles, dia após dia… Eu fiz isso e ainda estou morrendo. Não façam isso!'”.

“Existem centros de ajuda pró-vida em todas as cidades: é para lá que você precisa ir. E se o seu bebê estiver doente, procure a primeira mãe que você conhece que tem um filho deficiente e peça-lhe que lhe diga, do fundo do coração, o que a vida lhe revelou. Não se deixe enganar por aqueles que dizem que é apenas sofrimento… Não é assim; toda história é sempre, e acima de tudo, uma história de amor. De joelhos, peço-lhe: se minhas palavras a levam a salvar a vida de seu filho, também sentirei que você salvou o meu.

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Tags:
AbortoMaternidade
Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
Aleteia Brasil
O milagre que levou a casa da Virgem Maria de...
Philip Kosloski
3 poderosos sacramentais para ter na sua casa
Reportagem local
Corpo incorrupto de Santa Bernadette: o que o...
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
OLD WOMAN, WRITING
Cerith Gardiner
A carta de uma irlandesa de 107 anos sobre co...
No colo de Maria
Como rezar o terço? Um guia ilustrado
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia