Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

Protecionismo está ‘condenado ao fracasso’, afirma presidente chinês

SUMMIT
Compartilhar

Segundo Xi, o mundo deveria "defender o sistema comercial multilateral, centrado na OMC

As práticas protecionistas estão condenadas ao fracasso, declarou neste sábado o presidente chinês, Xi Jinping, em Port Moresby, por ocasião da cúpula do Foro de Cooperação Econômica Ásia-Pacífico (APEC).

“As tentativas de levantar barreiras e quebrar os vínculos comerciais vão contra as leis da economia e da tendência da história. É um enfoque simplista que está condenado ao fracasso”, disse Xi a líderes empresariais à margem da cúpula.

“Devemos dizer não ao protecionismo e ao unilateralismo”, declarou Xi, em uma crítica direta às políticas do “América Primeiro” adotada pela administração de Donald Trump.

Estados Unidos e China, as duas maiores economias do planeta e ambos membros da APEC, estão mergulhados em uma guerra comercial que poderá ser catastrófica para a economia mundial.

Os dois países adotaram tarifas sobre as importações de bens totalizando bilhões de dólares e há poucos sinais de que pretendam reduzir a tensão, já que as duas partes ameaçam com novas sanções.

Segundo Xi, o mundo deveria “defender o sistema comercial multilateral, centrado na OMC, e tornar a globalização econômica mais aberta, inclusiva, equilibrada e positiva para todos”.

“A história demonstra que ninguém sai ganhando do confronto, seja na forma de uma guerra fria, guerra quente ou comercial. Nós acreditamos que não há questões que os países não possam resolver através de consultas”, desde que as negociações ocorram em um ambiente de “igualdade” e “compreensão mútua”.

(AFP)

Tags:
Economia
São leitores como você que contribuem para a missão da Aleteia

Desde o início de nossas atividades, em 2012, o número de leitores da Aleteia cresceu rapidamente em todo o mundo. Estamos comprometidos com a missão de fornecer artigos que enriquecem, informam e inspiram a vida católica. Por isso queremos que nossos artigos sejam acessados por todos. Mas, para isso, precisamos da sua ajuda. O jornalismo de qualidade tem um custo (maior do que o que a propaganda consegue cobrir). Leitores como você podem fazer uma grande diferença, doando apenas $ 3 por mês.