Aleteia logoAleteia logoAleteia
Sexta-feira 12 Agosto |
Santa Joana Francisca de Chantal
Aleteia logo
Atualidade
separateurCreated with Sketch.

OCDE está cada vez mais pessimista sobre economia mundial

UN

Drop of light - Shutterstock

Agências de Notícias - publicado em 22/11/18 - atualizado em 28/06/22

Ela identificou os mesmos três riscos importantes citados em setembro

A OCDE cortou nesta quarta-feira (21), pela segunda vez em dois meses, as previsões de crescimento para 2019, ao mesmo tempo em que pediu aos Estados que se preparem para “tempos mais difíceis” e reforcem a colaboração, pelo temor, sobretudo, de uma guerra comercial.

A Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) reduziu em dois décimos a previsão de crescimento mundial, a 3,5%. Em junho, a estimativa era de 3,9%.

A OCDE confirmou, assim, a desaceleração do crescimento mundial, mas não alterou a projeção para este ano, a 3,7%, depois de reduzir em um décimo a previsão em setembro.

“Negociar um pouso suave sempre foi delicado, mas o exercício hoje é particularmente difícil”, alertou a economista-chefe da OCDE, a francesa Laurence Boone, que constata o acúmulo de nuvens pesadas no horizonte.

Ela identificou os mesmos três riscos importantes citados em setembro: as tensões comerciais, um aumento das taxas de juros nos Estados Unidos mais intenso do que o esperado e que afetaria os países emergentes e uma desaceleração importante da economia chinesa.

Diante do risco de um freio mais brusco que o previsto do crescimento mundial, a OCDE pediu aos governos que “reforcem a cooperação e fiquem preparados para tempos mais difíceis”, em especial para reagir em conjunto com medidas orçamentárias.

A OCDE não modificou as previsões para a economia dos Estados Unidos, que prossegue em um dos ciclos de crescimento mais longos de sua história, ao ritmo de 2,9%, este ano, e de 2,7%, em 2019.

Voltou a reduzir as projeções para a Eurozona, porém, que deve crescer 1,9%, em 2018, e 1,8%, no próximo ano, um décimo a menos em ambos os casos na comparação com as estimativas de setembro.

Para a China, a organização também reduziu em um décimo as previsões para este ano, a 6,6%, e para 2010, a 6,3%.

(AFP)

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Oração do dia
Festividade do dia





Envie suas intenções de oração à nossa rede de mosteiros


Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia