Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Quinta-feira 29 Outubro |
São Colmano
home iconPara Ela
line break icon

Como se tornar um efetivo “casal que divide a paternidade” após o divórcio

Shutterstock

Marie de Ménibus - publicado em 25/11/18

Como enfrentar essa circunstância desafiadora perante os filhos

A crescente taxa de divórcio, a questão da custódia conjunta e o maior envolvimento dos pais na educação das crianças originaram uma nova compreensão da coparentalidade (co-parenting), que se refere à extensão na qual o pai e a mãe dividem a liderança e se apoiam nos seus papéis. Apesar da dor pela separação, os ex-cônjuges ainda estão ligados por um interesse comum: seus filhos.

O terapeuta familiar Capucine Couchet compartilha algumas informações sobre como os cônjuges separados ou divorciados podem dividir a liderança e se apoiarem nos seus papéis de pai e mãe mais efetivamente.

Por que a coparentalidade é importante?

É importante para você e seu ex concordarem sobre questões relacionadas ao bem-estar geral de seus filhos: cuidados, férias, saúde, escola, atividades extracurriculares. Ver que os dois pais estão de acordo é reconfortante para as crianças e lhes dá uma sensação de estrutura.

Como os ex-cônjuges podem dividir a liderança e se apoiarem nos seus papéis de pai e mãe mais efetivamente?

Goste ou não, o ex ainda é pai/mãe. Na maioria dos casos, ambos são legalmente responsáveis ​​por seus filhos. O desafio é evoluir para uma coparentalidade positiva e evitar conflitos. Isso significa que as crianças não devem ser usadas como apostas, mensageiras ou, pior, para chantagem. O outro parceiro não deve ser depreciado. Uma mãe que diz a seu filho que seu pai é incompetente está criticando involuntariamente seu filho, pois há uma parte do pai nele. A crítica cria um conflito de lealdade que prejudica a criança.

Os pais que procuram o meu consultório entendem intelectualmente que seus filhos vêm dos dois, mãe e pai, e carregam uma parte de cada pai dentro de si. Mas quando o ciúme, a tristeza ou a raiva assumem, essa compreensão lhes escapa. É importante se comunicar com o outro pai/mãe sem envolver a criança, e em um local neutro (em um café, por exemplo).

O que acontece quando a comunicação é impossível?

Para evitar discussões, use mensagens de texto ou e-mail para se comunicar com seu ex. No caso de conflito, é melhor consultar um terapeuta para resolver qualquer raiva, amargura ou problemas persistentes que possam bloquear a comunicação entre os pais e afetar as crianças. Os ex-parceiros que me consultam sobre situações relativas a seus filhos muitas vezes acabam falando sobre si mesmos e sua amargura. Enquanto a relação entre eles permanece volátil, será difícil para eles se tornarem uma equipe positiva de coparentalidade, então o primeiro passo é realmente buscar certo grau de aceitação e perdão.

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Tags:
CasamentoDivórcioMaternidadePaternidade
Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
Aleteia Brasil
O milagre que levou a casa da Virgem Maria de...
Philip Kosloski
3 poderosos sacramentais para ter na sua casa
Reportagem local
Corpo incorrupto de Santa Bernadette: o que o...
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
OLD WOMAN, WRITING
Cerith Gardiner
A carta de uma irlandesa de 107 anos sobre co...
No colo de Maria
Como rezar o terço? Um guia ilustrado
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia