Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.
Receba diretamente no seu email os artigos da Aleteia.
Cadastrar-se

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

Nossa Senhora do Café: uma devoção genuinamente brasileira

OUR,LADY,COFFEE
Compartilhar

A recente devoção mariana surgiu das dificuldades que os agricultores enfrentavam em uma das maiores regiões produtoras do país

A invocação a Nossa Senhora do Café é recente e teve início na cidade de Espírito Santo do Pinhal, no Estado de São Paulo, em decorrência das dificuldades do setor cafeeiro na região. Ela não apareceu a ninguém. Veio do Rio de Janeiro, desenhada numa folha de papel, via correio.

É uma história muito curiosa, cujo começo está em Nossa Senhora Aparecida, chamada “minha” Nossa Senhora do Café, em artigo publicado nos Anais Franciscanos, no ano de 1964, com o título do artigo foi “Minha Nossa Senhora do Café”.

Este tema de Nossa Senhora do Café voltou a aparecer em público porque a Cooperativa dos Cafeicultores de Espírito Santo do Pinhal tinha um jornal, que também publicou um artigo inspirado na publicação de 1964.

O professor Albertino Fonseca, certamente inspirado pelo Espírito Santo (padroeiro da cidade), idealizou e desenhou a imagem de Nossa Senhora do Café, colocando-lhe a inscrição: Nossa Senhora do Café do Brasil. Todos os moradores da cidade de Espírito Santo do Pinhal ficaram surpresos com o desenho da nova imagem, pois nunca tinham ouvido falar nesse título de Nossa Senhora.

Todos tiraram muitas cópias do desenho e tiveram a iniciativa de registrar a data da chegada do desenho, 8 de setembro de 2001. As boas vindas foram dadas pelos representantes do comércio local, pela Câmara Municipal, por monsenhor Augusto Ferreira e pela Coopinhal, a Cooperativa de Café. Na assembleia realizada na Câmara Municipal, com a presença do monsenhor Augusto e cooperados, foi definido o dia 9 de agosto para celebrar Nossa Senhora do Café, data da fundação da Cooperativa.

Em 2002, a Cooperativa construiu uma capela, cuja planta, do arquiteto pinhalense Alexandre Vitta, é uma réplica de um armazém de café do século 18, marcando em definitivo o início da devoção à Nossa Senhora do Café.

A pequena imagem de Nossa Senhora do Café, foi por um escultor de Pedreira (SP), Pedro Carlos de Oliveira, substituiu a anterior, que não dava reprodução. Foi na Expo Católica de 2004, em São Paulo, que aconteceu a divulgação dessa nova devoção à Mãe do Filho de Deus.

A imagem é morena, de manto na cor do café torrado, túnica e véu da cor do café cru, bem brasileira, uma vez que, na Colômbia, a “Virgem del Café” traz as características da arte colombiana.

OUR LADY, COFFEE
Reprodução / Facebook

ORAÇÃO PARA NOSSA SENHORA DO CAFÉ:

Abençoadas por tuas mãos, as mãos que colhem
e as bocas que bebem a bebida dos grãos
assim sejam transformadas por inteiro,
no gesto de juntar todas as mãos,
no gosto de tomar café com pão.
Amém!

(via A12.com)

Boletim
Receba Aleteia todo dia
São leitores como você que contribuem para a missão da Aleteia

Desde o início de nossas atividades, em 2012, o número de leitores da Aleteia cresceu rapidamente em todo o mundo. Estamos comprometidos com a missão de fornecer artigos que enriquecem, informam e inspiram a vida católica. Por isso queremos que nossos artigos sejam acessados por todos. Mas, para isso, precisamos da sua ajuda. O jornalismo de qualidade tem um custo (maior do que o que a propaganda consegue cobrir). Leitores como você podem fazer uma grande diferença, doando apenas $ 3 por mês.