Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Sexta-feira 30 Outubro |
Santo Angelo de Acri
home iconPara Ela
line break icon

Papa Francisco escreve a mulher queimada pelo marido com ácido

LIST DO PAPIEŻA FRANCISZKA

PA Images/EAST NEWS

Ary Waldir Ramos Díaz - publicado em 27/11/18

O gesto do Papa condena a violência contra as mulheres

“Peço desculpas e rezo por você, para que a coragem que lhe devolveu singular beleza se torne uma bofetada na indiferença”, escreveu o Papa Francisco em uma carta enviada a Filomena Lamberti.

A mulher foi queimada pelo seu esposo com ácido e que leu a carta do Pontífice durante um programa da televisão pública italiana, Rai UNO, “A sua Immagine”, transmitido por ocasião do Dia Internacional para a Eliminação da Violência contra as Mulheres.

UN'ALTRA VITA
FILOMENA LAMBERTI

Filomena, residente no sul da Itália e que foi desfigurada com ácido há 6 anos pelo marido, escreveu recentemente um livro-denúncia que enviou ao Papa, e este lhe respondeu com uma carta assinada em 11 de junho de 2018.

A obra se chama “Outra vida. Não é a novela. É a coragem de contar”, editada por uma associação que combate a violência contra as mulheres, é um testemunho dramático da experiência de Filomena Lamberti, para evitar que tal brutalidade se repita contra outras mulheres.

“Estimada e querida Filomena, (…) temo pensar na crueldade que desfigurou seu rosto, ao ofender sua dignidade como mulher e mãe. Por isso, peço-lhe perdão, tornando-me responsável por uma humanidade que não sabe pedir desculpas a quem, na indiferença predominante, é diariamente ofendido, pisoteado e marginalizado.”

Filomena leu com emoção as palavras do Papa e garantiu que tais palavras de solidariedade ficaram impressas em seu coração.

FILOMENA LAMBERTI
Rai News

Sem se resignar à tragédia, Filomena, de 58 anos, trabalha ativamente na prevenção, no centro contra a violência “Spazio Donna” de Salerno. Sua valentia é um exemplo para quem vive maus tratos na família.

No livro, Filomena conta o momento no qual seu marido joga um litro de ácido nela. Os gritos e a pressa para chegar ao hospital. Durante semanas, luta entre a vida e a morte. E depois, o medo de já não recuperar a visão. Vários anos de cirurgias e tratamento médico.

Ela abandonou o desejo de se suicidar e encontrou o sentido da sua vida na ajuda a outras mulheres em situação semelhante.

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Tags:
MulherViolência
Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
Aleteia Brasil
O milagre que levou a casa da Virgem Maria de...
Philip Kosloski
3 poderosos sacramentais para ter na sua casa
OLD WOMAN, WRITING
Cerith Gardiner
A carta de uma irlandesa de 107 anos sobre co...
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
Reportagem local
Corpo incorrupto de Santa Bernadette: o que o...
No colo de Maria
Como rezar o terço? Um guia ilustrado
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia