Aleteia logoAleteia logoAleteia
Terça-feira 24 Maio |
Bem-aventurado Felipe de Piacenza
Aleteia logo
Atualidade
separateurCreated with Sketch.

BCE: guerra comercial generalizada ameaçará os mercados financeiros

CHINA

Shutterstock-Stockforlife

Agências de Notícias - publicado em 28/11/18 - atualizado em 28/11/18

Esta perspectiva não apenas afetaria os lucros das empresas, penalizando as ações, como aumentaria seu perfil de risco

O impacto do protecionismo nos mercados financeiros continua contido, mas o Banco Central Europeu teme que ocorram fortes correções se a guerra comercial se estender, segundo estudo publicado nesta terça-feira pela entidade.

“Um conflito limitado em nível regional, por exemplo, a China e os Estados Unidos, não criaria um risco maior para a estabilidade financeira”, afirmaram os autores do estudo, que simulou dois cenários.

No primeiro, se opõe os Estados Unidos ao resto do mundo e, no segundo, cada país aplicaria tarifas alfandegárias.

Segundo este estudo, “uma guerra comercial generalizada”, na qual todos os países tributariam as importações dos demais, poderia dar lugar a “fortes correções” nos mercados financeiros.

Esta perspectiva não apenas afetaria os lucros das empresas, penalizando as ações, como aumentaria seu perfil de risco no momento de contratar um crédito. Além disso, segundo este documento, a inceteza geral abalaria a confiança dos investidores.

Este ano, as tarifas anunciadas pelo presidente americano Donald Trump alcançaram 300 bilhões de dólares, incluindo mais de 250 bilhões de dólares sobre os produtos chineses, assim como taxação sobre importações de aço e alumínio de outros países.

Estes anúncios contribuíram para a queda média de quase 7% das ações nos Estados Unidos e na zona euro, e a queda de 12% das ações da indústria automotiva e do aço, segundo os economistas do BCE.

O estudo do BCE é publicado após as ameaças de novas sanções americanas contra produtos chineses se o encontro entre os dirigentes americano Donald Trump e chinês Xi Jinping esta semana no G20 não terminar em acordo.

(AFP)

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Oração do dia
Festividade do dia





Envie suas intenções de oração à nossa rede de mosteiros


Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia