Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.
Receba diretamente no seu email os artigos da Aleteia.
Cadastrar-se

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

Menina que morreu de câncer está a caminho dos altares

AMANDA, RUIZ
Divulgação / Diocese de San Cristóbal via ACI
Compartilhar

Durante o período em que sofreu com a doença, ela deu um forte testemunho de esperança e alegria

Amanda Gilseth Ruiz Suárez é uma menina que sofreu de leucemia desde os três anos e faleceu aos seis. Agora foi aberta a sua causa de beatificação na Venezuela, onde ela já é considerada um “testemunho de alegria e esperança”.

Na quinta-feira, 22 de novembro, o Bispo de San Cristóbal, Dom Mario Moronta, presidiu a abertura da causa de beatificação e canonização da pequena Amanda.

“Às vezes pensamos que só os adultos, os sacerdotes ou as religiosas podem ter um processo de beatificação, mas a história nos mostra que não é assim, temos o exemplo de várias crianças santas, como: Domingos Sávio, São Tarcísio, São Pancrácio e muito mais”, disse o Prelado na Paróquia de Nossa Senhora do Carmo, na cidade de San Cristóbal.

O escritório de Imprensa da Diocese de San Cristóbal informou que, a raiz da grave crise que se vive na Venezuela, os pais da menina foram obrigados a deixar o país, razão pela qual acompanharam a cerimônia através de uma chamada de vídeo do Whatsapp.

Durante a cerimônia estiveram presentes sacerdotes e fiéis da comunidade diante dos quais juramentaram como membros do Tribunal Diocesano Pe. Ricardo Casanova, delegado episcopal, Pe. Miguel Duque, promotor de justiça, e o seminarista Carlos Urbina como notário atuário.

O postulador desta causa de beatificação é Pe. Jesús Mora, que cumprirá as suas funções em Roma, e Pe. Luis Ortega, que leu durante a cerimônia a biografia de Amanda Ruiz.

Neste mês, a Diocese de San Cristóbal iniciou a fase diocesana de três novas causas. Além de Amanda Ruiz, estão a do sacerdote diocesano Martin Martinez e do leigo e pai de família Lucio León, conhecido como “o Apóstolo da Eucaristia”.

Amanda Ruiz

Amanda Gilseth Ruiz Suarez nasceu em 11 de maio de 1999, no Hospital Central de San Cristóbal, no estado de Táchira. Seus pais viviam no bairro de La Bermeja.

Aos três anos de idade a menina foi diagnosticada com leucemia, o que não a impediu de continuar irradiando a alegria da infância.

Com bastante maturidade espiritual por seu amor à vida cristã, ela mostrava grande esperança durante a sua doença.

Em 21 de setembro de 2005, com seis anos e quatro meses de idade, Amanda Ruiz morreu testemunhando sua total confiança em Deus.

(por ACI Digital)

Boletim
Receba Aleteia todo dia
São leitores como você que contribuem para a missão da Aleteia

Desde o início de nossas atividades, em 2012, o número de leitores da Aleteia cresceu rapidamente em todo o mundo. Estamos comprometidos com a missão de fornecer artigos que enriquecem, informam e inspiram a vida católica. Por isso queremos que nossos artigos sejam acessados por todos. Mas, para isso, precisamos da sua ajuda. O jornalismo de qualidade tem um custo (maior do que o que a propaganda consegue cobrir). Leitores como você podem fazer uma grande diferença, doando apenas $ 3 por mês.