Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

8 motivos para você visitar o Museu Nossa Senhora Aparecida

aparecida
Rodrigo Soldon | Flickr CC
Compartilhar

O local reúne objetos que contam a história de Aparecida e como surgiu a devoção que sempre renova a fé dos brasileiros

Quem gosta de história e é devoto de Nossa Senhora Aparecida precisa reservar um tempinho na sua passagem pelo Santuário, para conhecer o Museu Nossa Senhora Aparecida, que reúne toda a trajetória do nascimento do título de Aparecida e o crescimento dessa devoção.

O Museu Nossa Senhora Aparecida, localizado no 2º andar da Torre Brasília, é um espaço dedicado à história de Nossa Senhora Aparecida e do Santuário. Completando 62 anos nesse mês de setembro, o Museu surpreende os visitantes com tantos detalhes e peças de grande valor histórico, um aprendizado para crianças e adultos.

Confira o que você pode encontrar no Museu e conheça oito razões para garantir essa visita:

No 1º ANDAR

1 – Objetos testemunhos dos milagres

Os objetos que testemunham os milagres de Nossa Senhora Aparecida são um dos itens mais solicitados pelos devotos. Entre eles estão a pedra atribuída ao milagre do cavaleiro ateu e a corrente atribuída ao milagre do escravo;

2 – Tela da Coroação

A pintura que tem grande destaque no Museu retrata a Coroação de Nossa Senhora Aparecida, no ano de 1904.  A obra é do ano de 1907, assinada por Rosalbino Santoro, pintor italiano que morou na cidade de Taubaté (SP) por quase 20 anos.

3 – Coroas do centenário

Um concurso de designer realizado no ano de 2004 reuniu 167 artistas, de 17 estados brasileiros, para apresentar uma coroa representativa do centenário da Mãe Aparecida. Após a seleção, foram escolhidas cinco coroas finalistas para serem confeccionadas e delas, definir a coroa vencedora. Todas as peças podem ser vistas de perto pelos Devotos durante a visita no Museu. A coroa vencedora está em exposição na Casa de Ouro.

4 – Rosas de ouro

Rosa de ouro ofertada pelo Papa Paulo VI, em 1967 –  Jubileu dos 250 anos do encontro da Imagem de Aparecida.

Rosa de ouro ofertada pelo Papa Bento XVI, em 2007- em virtude do V CELAM.

Rosa de ouro ofertada pelo Papa Francisco, em 2017 – Celebração do  Jubileu dos 300 anos do encontro da Imagem de Nossa Senhora Aparecida.

No 2º ANDAR

5 – Menino Jesus de Praga (fac-símile)

Escultura vinda de Praga, na República Tcheca, doada ao Santuário de Aparecida por retribuição à entronização de Nossa Senhora Aparecida na igreja do Menino Jesus de Praga. A imagem foi recebida por Dom Raymundo Damasceno Assis, tendo ficado algum tempo em exposição na Basílica Velha.

6 – Imagens paulistinhas

As esculturas religiosas de cunho popular são próprias do Vale do Paraíba. As peças são modeladas em barro, queimadas à lenha e pintadas. Os últimos registros de produção dessas imagens foram encontrados na cidade de Santa Isabel (SP), feitas por Dito Pituba (nascido em 1848 e falecido em 1926), o último santeiro no ofício de modelar as “paulistinhas”.

7 – Fóssil de Mesossaurídeo

O Mesossaurídeo foi um réptil aquático que viveu há aproximadamente 250 milhões de anos, segundo o pesquisador Ideval Costa, do Museu de Geociências da USP-SP.

8 – Coleção de numismática

Cédulas e moedas brasileiras que registram todos os períodos monetários do nosso país, desde a criação do primeiro Banco do Brasil, com a vinda da Corte Portuguesa. As primeiras cédulas começaram a circular em 1810, porém este banco foi extinto devido ao descontrole de emissões.

(via A12.com)