Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

O que guardam os 4 pilares da cúpula da Basílica de São Pedro?

DOME
Shutterstock/manjik
Compartilhar

Guardam algo muito especial

Clique aqui para abrir a galeria de fotos

A magnífica cúpula da Basílica de São Pedro, projetada pelo grande Michelângelo, é sustentada por quatro enormes pilares. Cada um deles é formado por um pequeno balcão e um nicho que com a imagem de um santo: Santa Verônica, Santo André, Santa Helena e São Longuinho. 

Por que estes santos?

Simplesmente porque as colunas são grandes relicários. Diz que, no balcão de Santa Verônica, encontra-se muito bem guardado o véu com que a santa enxugou o rosto ensanguentado de Cristo no caminho do Calvário, ficando a imagem do rosto impressa na tela. 

Na coluna com a estátua de Santo André, era conservado o crânio do santo apóstolo, irmão de São Pedro. Mas a relíquia não está mais lá porque o Papa Paulo VI a devolveu a Patras, na Grécia, onde fica a igreja dedicada ao santo. A igreja edificada no lugar de seu martírio. 

Na coluna de São Longuinho está a lança com a qual o soldado Cayo Casio Longinos perfurou Jesus Cristo. 

No pilar de Santa Helena, encontra-se uma parte da verdadeira Cruz de Cristo que ela mesmo trouxe de Jerusalém. 

Na parte alta de cala pilar está representado cada um dos quatro evangelistas e, na parte inferior, uma frase em latim: HINC VNA FIDES – MVNDO REFULGET – HINC SACERDOTTI – VNITAS EXORITVR, que quer dizer “Aqui se espalha por todo o mundo a única e verdadeira fé, aqui nasce a unidade do sacerdócio”.