Aleteia
Quinta-feira 22 Outubro |
São Moderano
Religião

Papa pede atenção ao tema da vida eterna

POPE AUDIENCE

Antoine Mekary | ALETEIA | I.Media

Vatican News - publicado em 05/12/18

"A experiência de encontrar com Deus transcende qualquer conquista humana"

O Papa Francisco enviou uma mensagem ao presidente do Pontifício Conselho para a Cultura, Cardeal Gianfranco Ravasi, por ocasião da XXIII Sessão Pública das Academias Pontifícias. A solenidade anual foi realizada no final da tarde desta terça-feira (4), no Palácio da Chancelaria, em Roma – o edifício renascentista mais antigo da cidade e que faz parte do Patrimônio Mundial da Humanidade.

A cerimônia intitulada “Eternidade, a outra face da vida”, onde também estavam presentes os presidentes de outras seis universidades, além de cardeais, bispos, embaixadores e estudantes, abriu espaço para intervenções, inclusive musicais, sobre o tema. Na oportunidade, o secretário de Estado do Vaticano, Cardeal Pietro Parolin, entregou o “Prêmio das Academias Pontifícias” para promover e apoiar o trabalho junto aos jovens, ao ler a mensagem do Pontífice dirigida a Dom Ravasi, também presidente do Conselho de Coordenação entre as universidades pontifícias.

O Papa Francisco iniciou sua declaração lembrando das origens da solenidade, criada em 1995 depois da reforma das Academias Pontifícias no pontificado de João Paulo II, e valorizando a entrega do Prêmio para que contribua “à promoção de um novo humanismo cristão”.

“A experiência de encontrar com Deus transcende qualquer conquista humana e constitui uma meta infinita e sempre nova.”

Sobre a temática do encontro solene, o Papa parabenizou a escolha que “nos estimula a refletir novamente e melhor sobre um âmbito, não somente teológico que, mesmo sendo essencial e central na experiência cristã”, não tem sido tão valorizado nas pesquisas acadêmicas dos últimos anos e nem na formação dos fiéis.

Ao aprofundar a questão, Francisco comentou que é uma realidade que não surpreende, já que um dos fenômenos que marca a cultura atual “é justamente o fechamento dos horizontes transcendentes, o se fechar em si mesmo, o apego quase exclusivo ao presente, esquecendo ou censurando as dimensões do passado e, sobretudo, do futuro, sentido, especialmente pelos jovens, como obscuro e cheio de incertezas. O futuro além da morte aparece, nesse contexto, inevitavelmente ainda mais distante, indecifrável ou completamente inexistente”, afirmou o Pontífice.

Mas a pouca atenção ao tema da “eternidade, esperança cristã que anuncia a ressureição e vida eterna em Deus e com Deus”, acrescentou o Papa, pode depender também de outros fatores como, por exemplo, da linguagem tradicional usada na catequese. O anúncio da verdade da fé, disse Francisco, pode aparecer quase incompreensível e até transmitir “uma imagem pouco positiva e ‘atraente’ da Vida eterna. A outra face da vida pode, assim, ser percebida como monótona e repetitiva, chata, até triste ou completamente insignificante e irrelevante para o presente”.

O Papa Francisco então citou o Padre grego Gregório de Nissa que oferecia uma visão diversa da eternidade, “concebida como uma condição existencial que não é estática, mas dinâmica e vivaz. O desejo humano de vida e felicidade, intimamente ligado àquele de ver e conhecer Deus, cresce continuamente” sem nunca encontrar o fim. A experiência de encontrar com Deus, acrescentou o Pontífice, “transcende qualquer conquista humana e constitui uma meta infinita e sempre nova”.

São Tomás de Aquino também ganhou citação na mensagem do Papa, quando o Pontífice sublinhou o seu pensamento de que “na vida eterna acontece a união do homem com Deus, numa ‘perfeita visão’ d’Ele”. Esse tipo de reflexão, continuou o Papa, deveria nos encorajar a repropor “apaixonadamente” e com linguagem adequada ao dia a dia e com profundidade, “o coração da nossa fé, a esperança que nos anima e que dá força ao testemunho cristão no mundo: a beleza da Eternidade”.

No final da mensagem, Francisco anunciou os jovens vencedores do Prêmio das Academias Pontifícias e da Medalha do Pontificado com o desejo de que se renove o interesse sobre a eternidade, seja em nível teológico como de catequese e formação cristã, ao encorajar as pesquisas que aprofundem o tema da escatologia.

(Vatican News)

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Tags:
DoutrinaMortePapa
Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
CARLO ACUTIS
John Burger
Como foram os últimos dias de vida de Carlo A...
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
nuvens sinais
Reportagem local
Estão sendo fotografados "sinais do céu"?
Aleteia Brasil
O milagre que levou a casa da Virgem Maria de...
st charbel
Reportagem local
Por acaso não está acontecendo o que São Char...
Philip Kosloski
3 poderosos sacramentais para ter na sua casa
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia