Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia
Redação da Aleteia / ACI Digital
Como surgem as intenções de oração do Papa?
María Álvarez de las Asturias
Como ajudar um casal que se separou?
Padre Reginaldo Manzotti
Oração para pedir luz ao Senhor
Padre Reginaldo Manzotti
5 lições de vida para ser feliz
Prosa e Poesia
Os recomeços
Vatican News / Redação da Aleteia
Papa aos juízes: não buscar interesse pessoal

Papa Francisco será o primeiro pontífice a visitar os Emirados Árabes

EMIRATES
Shutterstock-MD Gomes/Antoine Mekary-ALETEIA
Compartilhar

Segundo o Vaticano, a viagem será em fevereiro de 2019

A Santa Sé anunciou que o Papa Francisco visitará Abu Dhabi entre os dias 3 e 5 de fevereiro de 2019.

Segundo o Vaticano, a viagem é uma resposta ao convite da Igreja Católica dos Emirados Árabes e do príncipe herdeiro de Abu Dhabi, Mohamed bin Zayed Al Nahyan.

No país de maioria muçulmana, Francisco participará do Encontro Inter-religioso Internacional sobre a Fraternidade Humana, como anunciou o Diretor de Imprensa da Santa Sé, Greg Burke. 

Esta será a vigésima sétima viagem internacional do Bispo de Roma. O lema da jornada papal será “Fazei de mim um instrumento de vossa paz”. O Vaticano também divulgou o logotipo da viagem, que é uma é uma pomba com um ramo de oliveira no bico e, nas asas, as cores dos Emirados Árabes. 

“Esta visita, assim como a do Egito [em abril de 2017], mostra a importância fundamental que o Santo Padre dá ao diálogo inter-religioso. E visitar o mundo árabe é um exemplo perfeito da cultura do encontro”, disse o porta-voz, Greg Burke. 

Análise

A viagem do chefe da Igreja Católica ao país onde o islã é a religião principal faz parte de um caminho comum de abertura. 

Trata-se de uma viagem inovadora em um contexto complexo, onde a liberdade religiosa é limitada, pois, segundo a instituição Ajuda à Igreja que Sofre, nos Emirados Árabes “os cristãos não podem falar de religião com os muçulmanos nem lhes é permito usar uma cruz no pescoço de forma visível”. 

Francisco chegará a uma nação onde existem 31 igrejas ou templos distintos que pertencem a diferentes religiões e crenças. Entre as igrejas, está a catedral católica (de rito latino) de São José. 

 

Aleteia Top 10
  1. Lidos