Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

Papa fez hoje duas visitas-surpresa a doentes de câncer e jovens deficientes

Papa CasAmica
Vatican News
Compartilhar

Gestos fazem parte da iniciativa "Sextas-Feiras da Misericórdia", criada pelo próprio Francisco

O Papa Francisco “aprontou mais uma das suas” e visitou de surpresa, nesta sexta-feira, 7 de dezembro, duas entidades italianas que atendem doentes de baixos recursos econômicos e jovens com deficiência mental.

As duas visitas foram mais uma concretização de uma iniciativa criada pelo próprio Papa durante o último Jubileu da Misericórdia (8 de dezembro de 2015 a 20 de novembro de 2016): as “Sextas-Feiras da Misericórdia”, nas quais ele faz visitas-surpresa focadas em realizar as obras de misericórdia corporais e espirituais.

As entidades visitadas hoje por Francisco foram:

CasAmica

Esta organização, cujo nome em italiano quer dizer Casa Amiga, recebe doentes que não têm recursos para bancar seus tratamentos, mas que precisam de atenção hospitalar contínua devido à gravidade de suas enfermidades, entre as quais o câncer. Os doentes são acompanhados por seus familiares e recebem o tratamento em centros médicos de renome, como o Campus Biomédico, o Instituto Nacional de Tumores Regina Elena e o Hospital Pediátrico Bambino Gesù, ligado ao próprio Vaticano.

Depois de saudar os funcionários do centro, que se disseram “atônitos com a visita inesperada”, o Papa brincou com as crianças, prestou seu incentivo aos pais e ouviu histórias impactantes, como as de Achille e Andrei, de 11 e 13 anos, ambos com câncer e acolhidos pela CasAmica junto com seus pais, Sandra e Plamen, que são da Bulgária.

Il Ponte e l’Albero

A segunda visita do Papa foi a essa comunidade terapêutica de reabilitação de pacientes com deficiência mental, situada numa região da periferia romana especialmente caracterizada pela pobreza. O nome da comunidade significa “A Ponte e a Árvore”, em italiano. Os 12 jovens em tratamento que ali residem ficaram eufóricos com a visita-surpresa do Papa, a quem já tinham o desejo de conhecer pessoalmente – eles mesmos tinham escrito ao Papa, alguns meses atrás, contando sobre este sonho e compartilhando alguns dos desafios derivados da deficiência mental.

Francisco se sentou junto deles para ouvi-los e conversar. Alguns dos pais ali presentes fizeram questão de abraçar o Papa e lhe agradecer pela sua visita. Francisco também conversou com o Dr. Paolo Stievano, psicólogo e diretor do entidade. O médico explicou sobre o atendimento prestado aos jovens no Departamento de Saúde Mental da ASL Roma 2.

Antes de voltar ao Vaticano, o Papa Francisco presenteou aos jovens um clássico panetone italiano, mas literalmente de tamanho família: 10 quilos!

Visitas precedentes

Foram muitas as visitas-surpresa feitas pelo Papa dentro da iniciativa das Sextas-Feiras da Misericórdia. No início deste ano, chamou especial atenção a que ele fez a uma das quatro unidades do Hospital Infantil Bambino Gesù, a maior entidade pediátrica da Europa, gerida pelo Vaticano na Itália.