Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

Tragédia em Campinas: Papa está “profundamente consternado” pelo atentado

POPE AUDIENCE
Antoine Mekary | ALETEIA | I.Media
Compartilhar

Comunicado do Vaticano diz que o Santo Padre assegura solidariedade e conforto espiritual às famílias que perderam seus entes queridos

O Secretário de Estado do Vaticano, Pietro Parolin, emitiu comunicado em que afirma que o Papa Francisco está “profundamente consternado pelo dramático atentado realizado durante a celebração da Santa Missa na Catedral da Arquidiocese de Campinas”. 

O texto ainda segue dizendo que “o Papa Francisco confia à misericórdia de Deus as vítimas e assegura a sua solidariedade e conforto espiritual às famílias que perderam seus entes queridos e toda a comunidade arquidiocesana, com votos de pronta recuperação dos feridos”.

Na mensagem, o Santo Padre também convida todos a “encontrar conforto e força no Jesus ressuscitado”. O pontífice ainda pede a Deus que dê toda “esperança neste momento de provação” e faça “prevalecer o perdão e o amor sobre o ódio e a violência”.

A tragédia

Na terça-feira, 11 de dezembro, depois da Missa celebrada às 12h15 na Catedral Metropolitana de Campinas,SP, o atirador Euler Fernando Grandolpho, de 49 anos, abriu fogo dentro da igreja e matou quatro pessoas. Depois, cometeu suicídio. Outras quatro pessoas ficaram feridas. Um dia depois da tragédia, um dos feridos não resistiu e faleceu. A polícia investiga o motivo do crime.