Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

5 maneiras de ficar calma quando seu filho está tendo um ataque de birra

TANTRUM
Shutterstock
Compartilhar

Estas frases (e uma oração) são os melhores amigos de uma mãe

Eu realmente esperava que eu nunca me tornasse o tipo de mãe qualificada para dar conselhos sobre como lidar com crianças birrentas, mas aqui estou.

Não há soluções mágicas, mas essas estratégias definitivamente ajudam. Eu encontrei algumas coisas que me ajudam a lidar com as birras mais pacificamente.

Eu mantenho algumas frases em mente. É impressionante como uma frase simples pode mantê-la no caminho certo, precisamente por ser algo simples de se lembrar no calor do momento.

Estas são as que funcionam para mim:

“Ele não está me dando muito trabalho, ele está tendo dificuldades”

Esta é o minha favorita, porque quando eu posso mudar o foco de como a birra me afeta para como ele deve estar se sentindo, a frustração se transforma em empatia. E sou uma pessoa muito melhor quando me sinto conectada em vez de zangada.

“Eu sou muito grata por este menino(a)”

A gratidão é notavelmente desarmante. Mesmo quando meu filho está fora de controle, o meu coração de mãe ainda sabe que sua presença em minha vida é um dos melhores presentes que Deus já me deu. Eu posso não ser grata pelo comportamento, mas sou sempre grata por ele. Essa frase rápida me ajuda a lembrar de escolher amá-lo quando poderia preferir não fazer isso.

“Não é sobre mim, é sobre ele”

Esta é especialmente para quando meu filho escolheu um lugar muito público para ter uma birra, e todos ao meu redor estão julgando as minhas habilidades de mãe. Meu constrangimento torna mais difícil manter a calma, mas ele precisa que eu fique calma. Em vez de ver seus problemas como reflexo de minhas escolhas, posso me concentrar primeiro nas necessidades dele.

A emoção deve ser tão grande para sair assim

Esta frase me ajuda a não minimizar os sentimentos do meu filho. Os especialistas chamam as birras de temperamento de “comportamento externalizante“, porque a criança está expressando um sentimento interno doloroso. Objetivamente, a agonia de deixar a loja de brinquedos sem novos brinquedos não é algo que todo o estacionamento precisa conhecer. Mas as emoções são subjetivas e, mesmo quando sua reação emocional é exagerada, ainda é o que ele está sentindo. Uma criança que faz birra pode estar exagerando na situação, mas normalmente não está exagerando na emoção – é doloroso para ele. Lutar com uma birra não é nada divertido. Quando me lembro disso, ajuda-me a aproximar dele com compaixão, mesmo quando tento ensinar-lhe que o modo como ele reagiu à emoção não estava adequado.

Mais do que qualquer uma dessas, existe a oração:

Especificamente, as bem-aventuranças. Você consegue imaginar um lembrete melhor para um pai/mãe?

Bem-aventurados os que choram, porque eles serão consolados.

Bem-aventurados os misericordiosos, porque eles alcançarão misericórdia.

Bem-aventurados os pacificadores, porque eles serão chamados filhos de Deus.

É difícil ser pai/mãe. É difícil ser criança também. As bem-aventuranças ajudam-me a lembrar que vencer uma disputa de poder com meu filho nem sempre é uma vitória tão grande quanto eu acho que é.

São leitores como você que contribuem para a missão da Aleteia

Desde o início de nossas atividades, em 2012, o número de leitores da Aleteia cresceu rapidamente em todo o mundo. Estamos comprometidos com a missão de fornecer artigos que enriquecem, informam e inspiram a vida católica. Por isso queremos que nossos artigos sejam acessados por todos. Mas, para isso, precisamos da sua ajuda. O jornalismo de qualidade tem um custo (maior do que o que a propaganda consegue cobrir). Leitores como você podem fazer uma grande diferença, doando apenas $ 3 por mês.