Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.
Newsletter Aleteia: uma seleção de conteúdos para uma vida plena e com valor. Cadastre-se e receba nosso boletim direto em seu email.
Registrar

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

Papa: São José é o “homem dos sonhos”, mas não é um “sonhador”

HOLY FAMILY
Compartilhar

Francisco falou da diferença entre sonhar “com ou sem os pés no chão”, a partir do exemplo de São José, o pai adotivo de Jesus

Ao se aproximar o Natal, há um tesouro extraordinário de temas e eventos sobre os quais meditar com inesgotável profundidade e riqueza espiritual. E um singelo, humilde e gigantescamente fiel homem de Deus merece particular atenção: o pai adotivo do Menino Jesus, São José.

Nesta semana, em sua homilia da terça-feira, o Papa Francisco destacou que ele “é o homem que sabe acompanhar em silêncio; o homem dos sonhos“.

Diante do mistério da Encarnação do Filho de Deus, ele abraçou a sua missão como pai adotivo “em silêncio”, na fé livre e firme, ajudando o Menino Jesus a crescer.

“Ele procurou um lugar para que o filho nascesse; cuidou dele; ajudou-o a crescer; ensinou-lhe a profissão. Muitas coisas… Em silêncio. Jamais tomou para si a propriedade do filho: deixou-o crescer em silêncio. Deixa crescer: seria a palavra que nos ajudaria muito, a nós, que por natureza queremos sempre colocar o nariz em tudo, principalmente na vida dos outros. E ele deixa crescer. Protege. Ajuda. Mas em silêncio”.

O Papa também descreveu São José como “o homem dos sonhos“, mas esclareceu que isso é diferente de ser meramente “um sonhador“.

“O sonho é um lugar privilegiado para buscar a verdade, porque ali não nos defendemos da verdade. Deus fala também nos sonhos. Nem sempre, porque normalmente é o nosso inconsciente que vem, mas Deus muitas vezes escolheu falar nos sonhos. E o fez muitas vezes, na Bíblia. Mas José era o homem dos sonhos, mas não era um sonhador! Não tinha fantasias. Um sonhador é outra coisa: é aquele que está no ar e não tem os pés no chão. José tinha os pés no chão. São José tinha os pés no chão, mas era aberto“.

Francisco lançou aos fiéis um convite:

Sonhar! Como sonham os jovens, que não têm ‘pudor’ ao sonhar e ali encontram um caminho. Não perder a capacidade de sonhar, porque sonhar é abrir as portas para o futuro. Ser fecundos no futuro”.

Boletim
Receba Aleteia todo dia