Aleteia logoAleteia logoAleteia
Domingo 21 Abril |
Aleteia logo
Espiritualidade
separateurCreated with Sketch.

“Oplatek”: a preciosa tradição polonesa de partir o pão na véspera de Natal

OPLATEK

FotoKatolik | CC BY SA 2.0

Philip Kosloski - publicado em 24/12/18

Rica em simbolismo espiritual, essa tradição de inspiração eucarística pode até ajudar a sanar as divisões familiares

Em muitos lares poloneses, dentro e fora da Polônia, uma tradição familiar altamente estimada consiste em partir o oplatek na véspera de Natal.

Trata-se de uma espécie de bolacha fina, semelhante à hóstia, na qual costuma ser estampada uma elaborada cena de Natal. Historicamente, elas eram distribuídas nas casas dos paroquianos durante o Advento.

OPLATEK,CHRISTMAS,POLAND
roovoo | Flickr CC BY SA 2.0

O oplatek se relaciona com uma tradição oriental de entregar “pão bento” aos fiéis após a celebração da Divina Liturgia. Não se trata, é claro, de pão eucaristicamente consagrado, mas sim abençoado pelo sacerdote como forma de estender os frutos da Santa Missa ao lar das pessoas. O oplatek recorda às famílias o pão eucarístico e faz uma conexão adicional entre o Natal e o dom da Eucaristia, que é Presença de Deus entre nós.

OPLATEK,CHRISTMAS,POLAND
Public Domain via Wikimedia Commons

Na véspera de Natal, as famílias aguardam ansiosamente a primeira estrela no céu noturno, evocando a estrela de Belém que sinalizou o nascimento do Salvador. Assim que a estrela é vista, começa a refeição da véspera de Natal.

A mesa é tradicionalmente coberta com palha e uma toalha branca. Em alguns lares, é posto sobre a mesa um único prato, no qual repousam os oplatki (plural de oplatek) como símbolo de Jesus Cristo na manjedoura.

OPLATEK,CHRISTMAS,POLAND
Silar | Wikimedia Commons CC BY SA 3.0

O pai, ou o membro mais velho da família, começa a cerimônia tomando o oplatek, partindo o primeiro pedaço dele e dando-o para a esposa. Ao fazê-lo, ele pode compartilhar breves palavras de agradecimento, votos de boa saúde ou pedido de perdão.

A escritora Sophie Hodorowicz Knab testemunha como era esse momento na sua casa:

“Meu pai costumava dizer: ‘Eu não sou o melhor, mas vou me esforçar mais’… Minha mãe sempre dizia: ‘Você trabalha muito e sou grata por isso’… A partilha daquele pão ázimo com outra pessoa é um compartilhar tudo o que é bom… É uma hora para dizer ao outro: ‘Eu amo você, me preocupo com você’. E isso é feito num espaço aberto, onde todos pode ver a cena”.

Depois dessa partilha inicial, o oplatek é compartilhado com cada membro da família de maneira semelhante, começando pelos mais velhos até os mais novos. É uma cerimônia comovente, que pode ajudar inclusive a curar mágoas do ano que está terminando.

OPLATEK,CHRISTMAS,POLAND
FotoKatolik | Flickr CC BY SA 2.0

Após a partilha do pão, é servida uma pequena refeição em que se continua ansiosamente a esperar a Santa Missa da Meia-Noite, à qual muitas famílias polonesas continuam comparecendo na Noite de Natal.

A tradição do oplatek tem sobrevivido à prova do tempo e ainda é celebrada em muitas partes do mundo – e não apenas por famílias de ancestralidade eslava.

É, de fato, uma bela tradição a ser “copiada”, pois ela mantém o verdadeiro “espírito do Natal” e une a família para celebrar o Nascimento de Jesus Cristo.

OPLATEK,CHRISTMAS,POLAND
Alicja via Pixabay

Tags:
DoutrinaEucaristiaFamíliaNatal
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia