Aleteia
Quarta-feira 28 Outubro |
São Sálvio
Atualidade

Crianças venezuelanas soltam a voz nos abrigos de Boa Vista

MIGRANTS

Twitter Migración Colombia

ACNUR - publicado em 30/12/18

O projeto Canarinhos da Amazônia é sediado na Casa da Música em Pacaraima, cidade brasileira no extremo norte

Gabriela*, 17 anos, é integrante dos Canarinhos desde 2016. Ela conta que a parte mais gratificante de cantar nos abrigos foi proporcionar aos outros venezuelanos uma forma de se sentirem mais perto de sua terra e de suas raízes.

“Fiquei muito feliz com a oportunidade de cantar para nossos irmãos venezuelanos. Todos nós cantamos com muito amor para eles, com a intenção de que possam relembrar de seu lugar”, diz a jovem que entende, com toda propriedade, as dificuldades que essas pessoas passaram e tudo que tiveram que deixar para trás para vir ao Brasil em busca de proteção.

E esse sentimento foi mesmo o do público. Oswaldo*, 59 anos, morador do abrigo Rondon 1 conta que se sentiu profundamente emocionado com a apresentação. “Todas as músicas me trouxeram recordações da minha infância, da minha juventude, de diversas fases da minha vida”, conta. Para ele, assistir o coral foi como assistir um filme de sua própria vida pelas lembranças trazidas pelas canções. Revelou que se sentiu mais forte por lembrar do passado e reforçar sua esperança de que os tempos difíceis em breve ficarão para trás.

A pequena Angela*, 10 anos, outra Canarinha, revelou que sempre sonhou em cantar e que agora está realizando um sonho. “Quando estou cantando, sinto que vou voar”, revela com os olhos emocionados. Seu colega Jorge*, um pequeno warao de 14 anos, entende que fazer parte do projeto vai além de cantar, é como cumprir uma missão, “Hoje viemos trazer paz às pessoas que vivem nesse abrigo”, disse.

O projeto Canarinhos da Amazônia é sediado na Casa da Música em Pacaraima, cidade brasileira no extremo norte do país, na fronteira com a Venezuela. Desde 1997, a Casa da Música oferece a prática do canto às crianças da região, e em 2016 passou a acolher pessoas em situação de vulnerabilidade que se viram forçadas a deixar o país vizinho.

Além de oferecer as aulas de música e coral, a Casa da Música é um espaço seguro e que possibilita a interação entre os participantes do projeto, e a integração com a comunidade brasileira, já que cantam também canções em português.

Miriam Blos, idealizadora do projeto, conta que ao perceber a crescente chegada de venezuelanos em Pacaraima, e o estado de vulnerabilidade em que se encontravam, decidiu incluí-los no projeto. “Decidimos estabelecer uma nova experiência de relacionamento por meio da música, construindo um canal humanitário”, conta ela, que teve a oportunidade de entender na prática de que forma a prática musical pode aprimorar a convivência pacífica.

O ACNUR, a Agência da ONU para Refugiados, apoia os Canarinhos da Amazônia desde 2017, quando estabeleceu seu escritório em Boa Vista para responder mais adequadamente ao fluxo de venezuelanos na região. Desde julho de 2018, o ACNUR e o Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) têm aportado recursos adicionais no projeto em parceria com a União Europeia, por meio do seu Instrumento de Contribuição para a Estabilidade e a Paz (IcSP, da sigla em inglês).

As atividades apoiadas pela União Europeia no norte do país têm o objetivo melhorar o ambiente de proteção para venezuelanos e venezuelanas no Brasil e contribuir para uma convivência mais pacífica desta população nas cidades de acolhida.

*Os nomes foram alterados por motivo de proteção.

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Tags:
Migrantes
Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
Philip Kosloski
3 poderosos sacramentais para ter na sua casa
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
Aleteia Brasil
O milagre que levou a casa da Virgem Maria de...
No colo de Maria
Como rezar o terço? Um guia ilustrado
Pe. Zezinho
Francisco Vêneto
Duas emissoras brasileiras deturpam fatos em ...
Reportagem local
Corpo incorrupto de Santa Bernadette: o que o...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia