Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.
Cadastre-se e receba Aleteia diretamente em seu email. É de graça.
Receber

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

Como curar as feridas da alma e do coração

HEALTHY WOMAN
Shutterstock
Compartilhar

Cada um precisa de um tempo para processar a dor. O que não pode é fugir dela

As feridas da alma e do coração pesam muito mais do que as dores do corpo. O ser humano sofre, é vulnerável e sempre se vê impactado por decepções, frustrações e perdas. 

Como curar um coração ferido

  • O apoio dos amigos: para curar as feridas do nosso mundo afetivo, é importe que tomemos a responsabilidade de cuidarmos de nós mesmos. Especialmente quando essas feridas pesam muito. Nesse caso, a gente tende a ficar mais sozinho, pois as companhias excessivas podem se transformar em ruído para a mente quando você precisa olhar para dentro de si e se conectar com você mesmo. Mas é melhor procurar um amigo que, inclusive, fique em silêncio com você. A base da verdadeira amizade é a presença;
  • Entender as causas: a tristeza é humana e, como tal, é importante que ela seja assumida e vivida. Além disso, é essencial analisar as causas do sofrimento para poder entender melhor o que aconteceu e começar a pensar nos melhores remédios;
  • Dar tempo ao tempo: Tomás de Aquino afirma que o tempo cura tudo e que, a princípio, sentimos mais a dor. Portanto, aprender a esperar é uma fórmula recomendável para ir aliviando essa dor interior e que não passa de um dia para o outro;
  • Ficar mais tempo em casa, pois você precisa de um tempo de intimidade para poder ficar bem e ser você de verdade. Ter que fazer esforço diante dos outros para parecer que você está bem vai piorar as coisas;
  • Enfrentar a realidade: você não deve fugir da dor, mas enfrentá-la, aceitá-la e superá-la. Depois de uma decepção é normar sentirmos tristeza e dor, portanto, temos que viver o momento. Faz parte da vida;
  • Foque em você: uma maneira de curar as feridas da alma é concentrar-se em seu estado de saúde física. Praticar esportes, comer de maneira equilibrada, meditar e cuidar do corpo é uma técnica para equilibrarmos também a mente. Não conseguiremos curar o corpo e a alma se não preservarmos nossa saúde física. 

Enfim, a dor faz parte da vida e, por isso, devemos aprender a encará-la como uma etapa de nossa existência. O importante é não ter pressa de superar essa fase. Tome o tempo que necessitar, não se pressione. As feridas – físicas ou espirituais – são curadas com o tempo e com o apoio de quem a gente ama.