Aleteia
Terça-feira 27 Outubro |
São Fulco
Atualidade

Governo brasileiro envia tropas federais ao Ceará

BRAZIL

Tânia Rêgo-Agência Brasil-(CC BY 2.0)

Agências de Notícias - publicado em 06/01/19

A ordem foi assinada pelo ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro

O governo brasileiro enviou nesta sexta-feira tropas federais para conter a onda de violência desencadeada por facções criminosas no estado do Ceará, na primeira crise de segurança enfrentada pelo governo de Jair Bolsonaro.

A ordem foi assinada pelo ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, diante da multiplicação de “ataques contra ônibus, prédios públicos e (…) tentativas de explosão de obras públicas”, relacionados “com ações de grupos criminosos”.

Moro ordenou o envio de cerca de 300 membros da Força Nacional, por um período de 30 dias, a pedido do governador do Ceará, Camilo Santana, do Partido dos Trabalhadores.

Ataques foram registrados em Fortaleza, na capital, e em várias localidades, principalmente na região metropolitana.

Ao menos 45 pessoas foram presas, de acordo com um relatório oficial divulgado ao meio-dia de sexta-feira.

Os criminosos incendiaram cerca de 20 ônibus e postos de gasolina, atiraram contra agências bancárias e vandalizaram prédios e repartições públicas.

Em uma das ações de maior impacto, os criminosos destruíram parcialmente um viaduto em Caucaia, 20 km a oeste de Fortaleza, detonando explosivos em um dos pilares centrais da estrutura.

Relatórios de inteligência publicados pela imprensa atribuem a onda de violência a uma reação contra mudanças no regime prisional e à decisão de acabar com a separação de prisioneiros por facções que controlam os presídios.

O secretário estadual da Administração Penitenciária, Luís Mauro Albuquerque, recém nomeado por Camilo Santana, se disse determinado a recuperar o controle das prisões.

No Ceará atuam três grandes facções criminosas: Comando Vermelho (CV), que tem sua origem no Rio de Janeiro; o Primeiro Comando da Capital (PCC), de São Paulo, e o grupo local Guardiões do Estado (GDE).

CV e GDE haviam acertado um “pacto de não agressão” em sua disputa pelo controle de território para colocar o governo cearense em xeque, segundo fontes regionais de segurança.

As autoridades reforçaram a vigilância sobre as doze prisões do estado e informaram que 250 detentos serão denunciados por provocar distúrbios, incluindo 52 imputados por “desobediência, resistência e rebelião”.

Fotos publicadas pela imprensa local mostraram avenidas de Fortaleza vazias em plena luz do dia e pilhas de lixo em cidades onde o serviço de coleta foi suspenso desde os primeiros ataques.

– Governo do PT –

Moro havia desconsiderado na quinta-feira uma primeira ordem para enviar tropas, mas nesta sexta-feira aceitou.

Bolsonaro declarou nesta sexta-feira que Moro foi “hábil, rápido e eficiente” e assegurou que atendeu “a uma necessidade do povo cearense”, sem considerações sobre o fato de que “o governador reeleito é um adversário radical” do governo federal.

“Apesar do Governo do estado do Ceará ser do PT e realizar forte oposição a nós, jamais abandonaríamos o povo cearense neste momento de caos”, tuitou o presidente.

Mais cedo, Bolsonaro destacou que as autoridades do Ceará não expuseram a “real necessidade da presença da Força [Nacional] devido a sua incapacidade de resolver o problema”.

Várias cidades do Ceará já foram alvo de ataques simultâneos em março passado, após a instalação de bloqueadores de sinais celulares nas prisões.

O Brasil tem a terceira maior população carcerária do mundo, com 726.712 presos (dados de 2016), que geralmente vivem em condições miseráveis de superlotação e sob o comando de facções que disputam o controle do tráfico de droga.

Frequentemente são travados sangrentos ajustes de contas entre os bandos.

(AFP)

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Philip Kosloski
3 poderosos sacramentais para ter na sua casa
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
Aleteia Brasil
O milagre que levou a casa da Virgem Maria de...
No colo de Maria
Como rezar o terço? Um guia ilustrado
SAINT MICHAEL
Philip Kosloski
Oração a São Miguel por proteção contra inimi...
São Padre Pio de Pietrelcina
Oração de cura e libertação indicada pelo exo...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia