Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Sábado 19 Junho |
São Romualdo
home iconEstilo de vida
line break icon

Exercícios de “Atenção Plena” (Mindfulness) podem melhorar nossa vida?

Por Song_about_summer/Shutterstock

Javier Fiz Pérez - Reportagem local - publicado em 07/01/19

Conheça os objetivos e benefícios da prática de mindfulness – comprovada pela ciência como tratamento eficaz para estresse e ansiedade

Mindfulness é um conceito psicológico que significa “atenção plena”. Consiste, de fato, em tomar consciência do momento presente, focalizando a atenção nos próprios pensamentos, emoções, sensações corporais, respiração, e inclusive no ambiente que nos cerca (sons, cores, temperatura etc.).

Essa consciência no momento presente deve estar livre de julgamentos, ou seja, trata-se de focalizar a atenção, mas sem julgar, sem interpretar, sem justificar. Simplesmente prestar atenção.

Há muitos estudos que destacam os benefícios da prática contínua de mindfulness. Ela começou a ser utilizada para melhorar o bem-estar emocional de doentes crônicos; também com crianças para ajudá-las a lidar com suas emoções e favorecer um maior autocontrole e resiliência; e em geral para melhorar nosso estado de saúde psicológica ou emocional.

O objetivo da mindfulness é chegar a um profundo estado de consciência livre de julgamentos sobre nossas sensações, sentimentos e pensamentos, prestar atenção no que acontece em nosso interior a cada momento.

Esta técnica busca uma atenção total ao momento presente; reconhecer nossos pensamentos e aceitá-los como são, colocando em dúvida nossos padrões mentais habituais, nossa forma de pensar cotidiana. O objetivo é que a pessoa possa observar seus pensamentos com perspectiva, transcendência, sem mergulhar no conteúdo deles naquele momento.

Qualquer pessoa pode praticar mindfulness, independentemente da idade ou condição. Recomenda-se começar com sessões curtas, de 5 ou 10 minutos, para ir se acostumando com a prática. Se passamos do tempo indicado no início, pode ser que nos sintamos frustrados por não conseguir focalizar nossa atenção e, então, abandonar a técnica e voltar aos nossos padrões habituais de pensamento.

Alguns benefícios da mindfulness:

A prática desta técnica psicológica nos leva a obter múltiplos benefícios, como por exemplo:

– Melhora a percepção da dor em enfermos crônicos, resultando em um maior bem-estar emocional.

– Melhora nossa capacidade de concentração e atenção, o que leva a uma maior eficiência na hora de realizar qualquer tarefa.

– Ajuda a lidar com as situações de estresse e melhorar os estados de ansiedade, já que contribui para reduzir os níveis de cortisol (hormônio responsável pelo estresse) no nosso organismo.

– Fortalece nosso sono noturno e é eficiente contra insônia.

– Melhora nossa inteligência emocional, já que nos permite enfrentar nossos pensamentos e emoções e interpretar as situações com perspectiva, sem julgar e sem nos ver arrastados por elas.

Uma boa prática de mindfulness predispõe as pessoas para uma maior consciência de si mesmas, facilitando a gestão das próprias responsabilidades e objetivos na vida.

A técnica não é um fim em si mesmo, mas um meio, um instrumento eficaz para aumentar constantemente a consciência de nós mesmos, o valor da nossa existência e da dos outros.


Alguns estudos científicos sobre mindfulness podem ser lidos clicando aqui.

No Brasil, existem cursos com um protocolo de 8 semanas (esse protocolo é baseado nos estudos científicos que comprovam a eficácia da técnica) para aprender a praticar mindfulness. O protocolo de 8 semanas é o “curso oficial” baseado na ciência; outros cursos, especialmente os que envolvem práticas duvidosas ou esotéricas, fogem dos objetivos científicos.

Existem também livros e manuais que complementam ou até substituem tais cursos, na impossibilidade de realizá-los pessoalmente. Indicamos alguns a seguir:

– Atenção Plena: Mindfulness – a leitura básica sobre o tema.

– Manual Prático de Mindfulness: Um Programa de Oito Semanas Para Libertar Você da Depressão, da Ansiedade e do Estresse Emocional – um manual prático que funciona como o curso das 8 semanas.

Tags:
CiênciaDepressãoEstresse
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
BABY GIRL
Mathilde de Robien
12 nomes de meninas cujo significado é ligado a Deus
2
Lucía Chamat
A curiosa foto de “Jesus” que está comovendo a Colômb...
3
Reportagem local
Poderoso filme de 1 minuto sobre casamento rende prêmio a cineast...
4
POPE FRANCIS - PENTECOST MASS - SUNDAY
Comunidade Shalom
Depois da Comunhão, o que (e por quem) é mais aconselhável rezar?
5
Reportagem local
A oração que o Papa Francisco pediu para rezarmos “continua...
6
Timor-Leste
Ray Cavanaugh
A dolorosa trajetória recente do país mais católico do mundo depo...
7
Reportagem local
A oração que o Papa Francisco reza todas as noites
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia