Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

O que é ecoterapia e quais os seus reais benefícios

MĘŻCZYZNA W LESIE
Elijah Hail/Unsplash | CC0
Compartilhar

Não se deixe enganar pelo novo nome da moda - trata-se realmente de uma maneira antiga e simples de manter uma boa saúde

Você já passou por variações de humor repentinas e desconfortáveis? Às vezes você se sente mal humorado ou simplesmente triste? Está sem energia para cumprir todas as tarefas diárias? Quem sabe pode estar faltando um pouco mais de contato com a natureza na sua vida.

A ecoterapia melhora nosso estado mental, particularmente quando se trata de reduzir o estresse, a ansiedade e a depressão – entre outras coisas. Mas o que é ecoterapia, afinal? Como o próprio nome sugere, é uma série de práticas que envolvem recuperar a conexão com a natureza de forma consciente, visando melhorar seu bem-estar geral.

Estar em contato com a natureza é algo que, devido ao nosso estilo de vida atual, foi amplamente perdido. Ao viver em lugares urbanizados, os sons, as vistas e até mesmo os aromas que a natureza tem para oferecer foram trocados por sons da cidade, construção e odores artificiais. Voltar às nossas raízes, à natureza, pode realmente melhorar o seu humor e melhorar o bem-estar geral da mente.

“Participar de atividades físicas em um ambiente verde e natural pode ser uma ótima maneira de melhorar nossa saúde mental e bem-estar”, explica Stephen Buckley, chefe de informação da entidade de caridade em saúde mental, Mind.

Ele disse que uma pesquisa feita pela Mind e pela Universidade de Essex descobriu que 94% das pessoas que participam de atividades ao ar livre, como caminhadas e jardinagem, descobriram que isso beneficia a saúde mental. Além disso, 90% dos participantes perceberam que a combinação de natureza e exercício era mais importante para determinar como se sentem.

Mudanças de vida, doenças, problemas sociais e estresse podem realmente afetar o seu bem-estar mental – e a medicação pode não ser o ideal para todos. Interagir com a natureza pode realmente ser uma ferramenta para melhorar seus pensamentos e, portanto, se sentir melhor de dentro para fora.

Embora ainda haja muita pesquisa que precise ser feita para entender completamente o modo como a natureza pode afetar nossa mentalidade, um estudo feito por pesquisadores de Stanford sugere que após uma caminhada na natureza, as pessoas têm menor atividade no córtex pré-frontal, que é a região do cérebro que está ativa quando estamos tendo pensamentos repetitivos que se concentram em emoções negativas (chamadas de ruminação).

O ciclo de pensamentos negativos pode levar à depressão, altos níveis de estresse ou outros problemas mentais. No entanto, estar em contato constante com a natureza pode impedir esses pensamentos e pode até ter benefícios cognitivos impressionantes, como o aumento do desempenho da memória.

Além de ajudar a combater a depressão, que será a segunda maior causa de saúde precária até 2020, segundo a Organização Mundial da Saúde, a interação com espaços e sons naturais proporciona outros benefícios, como redução da pressão arterial, diminuição dos níveis de cortisol, que é o hormônio do estresse, e ajuda a distrair sua mente da preocupação.

A ecoterapia pode fazer você se sentir mais fundamentado, permite que você tenha uma perspectiva diferente da vida e pode ajudá-lo a relaxar. Também ajuda a reduzir a raiva, melhorar o seu humor, aumentar a autoestima, aumentar a sua capacidade de recuperação emocional, elevar os níveis de energia e relaxar o sistema nervoso.

Pesquisas sobre ecoterapia até explicam que atividades ao ar livre como rafting, pesca ou caminhadas na natureza têm ajudado veteranos de guerra que sofrem de transtorno de estresse pós-traumático, porque “eles escapam do cenário habitual e ficam fascinados com a estimulação em ecossistemas naturais que levam sua mente para fora de seus problemas do dia a dia”.

“O exercício em geral é ótimo para nossa saúde mental”, acrescenta Buckley. “Faz nossos corpos liberarem hormônios chamados endorfinas, que nos fazem sentir bem, enquanto reduzem os níveis do cortisol, o ‘hormônio do estresse’, que tem sido associado à depressão e ansiedade, entre outros problemas de saúde mental. Exercitar-se em uma academia ou em um ambiente urbano é ótimo para nossa saúde mental e física, mas as cores, sons e aromas do ar livre estimulam nossos sentidos de uma maneira diferente e podem impulsionar nosso humor ainda mais”.

O relatório de pesquisa da Mind, Ecotherapy: the green agenda for mental health, revisou o estado mental de um grupo de pessoas após uma caminhada de 30 minutos em um parque rural. A pesquisa apontou que 71% relataram diminuição dos níveis de depressão após a caminhada verde, e disseram que se sentiam menos tensas. Além disso, 90% aumentaram a autoestima, 71% disseram que se sentiam menos cansadas, 53% se sentiam mais vigorosas e 88% tiveram uma melhora geral no humor.

Como aproveitar a ecoterapia?

Stephen Buckley explica que existem muitos tipos diferentes de ecoterapia. “Algumas pessoas podem querer fazer longas caminhadas ou escaladas, por exemplo, enquanto outras preferem algo tão simples como caminhar, a jardinagem ou até mesmo observar pássaros. Algumas pessoas gostam de participar de atividades ao ar livre em grupos, o que é uma ótima maneira de combater a solidão e melhorar a autoestima, enquanto outras preferem fazer isso sozinhas, tendo a chance de refletir em um ambiente relaxante”.

Para começar, recomenda-se a prática de atividades naturais por 20 a 30 minutos, três dias por semana. Existem diferentes versões desta terapia; aqui estão algumas:

  • Aventura ou deserto. Aqueles que estão interessados ​​em atividades mais vigorosas podem estar interessados ​​em adicionar alguns exercícios físicos desafiadores, como rafting, escalada, cavernas, caminhadas ou acampar.
  • Animais. Passar tempo com os animais também pode ajudá-lo a se sentir mais relaxado, apenas acariciando-os, alimentando-os ou fazendo atividades juntos. Você pode passar um tempo em um abrigo de animais, andar a cavalo ou ter um animal de estimação.
  • Exercício verde. Este tipo de terapia consiste em exercitar-se na natureza. Não tem que ser um exercício vigoroso, envolve apenas fazer uma atividade física, como caminhar, correr ou andar de bicicleta ao ar livre, em um ambiente natural.
  • Trabalhos manuais na natureza. Para aqueles que não gostam tanto de atividades físicas, essa pode ser sua xícara de café. Faça uma atividade que você pratica normalmente em ambientes fechados e leve-a para fora. Faça alguma arte, crie algo com as mãos, leia ou costure. Você pode se sentir ainda mais inspirado.
  • Horticultura. Jardinagem ou cultivo de alimentos, seja em uma fazenda ou no conforto do seu próprio quintal, pode realmente ajudá-lo a pensar em outra coisa.

Para começar a experimentar os benefícios da ecoterapia, os especialistas da Mind compartilham algumas dicas para incorporar elementos naturais em sua vida diária:

  1. Recolha materiais naturais, como folhas, flores, penas, casca de árvore, sementes e qualquer outra coisa que goste de decorar a sua casa.
  2. Crie um espaço confortável para se sentar em sua casa, onde você pode observar a vista do céu ou de uma árvore.
  3. Cultive plantas em sua casa.
  4. Tire fotos dos seus lugares favoritos na natureza e defina-os como fundos de tela do seu telefone e computador.
  5. Tente fazer mais atividades cotidianas na frente de uma janela.
  6. Faça o download de algumas gravações de seus sons naturais favoritos, como pássaros ou ondas.
  7. Analise se ter um animal de estimação seria a coisa certa para você.
  8. Coloque uma caminhada de 10 minutos em sua rotina diária. Dê a si mesmo um exercício sensorial ao ar livre e encontre coisas para olhar, ouvir, provar, cheirar e tocar.
  9. Desfrute de um piquenique ao ar livre e sente-se debaixo de uma árvore em silêncio por um tempo, encoste nela e sinta-a apoiando você.
  10. Se você faz exercícios regulares, como corrida, tai chi ou ioga, experimente fazer isso em um parque.

Não está tão ansioso para sair?

Não tem problema, você pode começar trazendo a natureza para dentro de casa ou do escritório. Um estudo explica que “os ambientes naturalistas demonstraram promover o relaxamento e o bem-estar“. Portanto, ouvir os sons da natureza pode ter um efeito semelhante ao de sair. O estudo descreve que sons naturais ajudam o cérebro a direcionar o foco e combater estados de ansiedade, estresse e depressão. Especialistas também sugerem olhar para fotos da natureza para melhorar seu humor.

São leitores como você que contribuem para a missão da Aleteia

Desde o início de nossas atividades, em 2012, o número de leitores da Aleteia cresceu rapidamente em todo o mundo. Estamos comprometidos com a missão de fornecer artigos que enriquecem, informam e inspiram a vida católica. Por isso queremos que nossos artigos sejam acessados por todos. Mas, para isso, precisamos da sua ajuda. O jornalismo de qualidade tem um custo (maior do que o que a propaganda consegue cobrir). Leitores como você podem fazer uma grande diferença, doando apenas $ 3 por mês.