Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.
Receba diretamente no seu email os artigos da Aleteia.
Cadastrar-se

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

Migrantes hondurenhos aglomerados na fronteira guatemalteca rumo aos EUA

CARAVAN
PEDRO PARDO - AFP-AI
Compartilhar

Cerca de 13.000 hondurenhos partiram em caravanas deste tipo

Centenas de migrantes hondurenhos continuam chegando à fronteira da Guatemala com a intenção de entrar no México para continuar a viagem aos Estados Unidos e fugir da insegurança e das precárias condições de vida.

Em pequenos grupos dispersos, os migrantes chegam ao parque de Tecún Umán, uma cidade guatemalteca na fronteira com o México, com poucos pertences, alguns com a família ou mulheres e homens sem companheiro e acompanhados por seus filhos.

A maioria deles são hondurenhos, mas dezenas de salvadorenhos se juntaram a eles, que também buscam escapar da pobreza e da violência que afetam seu país.

Mais de 300 migrantes formaram uma longa fila para esperar sua vez de realizar os trâmites para permanecer sem complicações em território mexicano.

Cerca de 13.000 hondurenhos partiram em caravanas desse tipo, das quais 7.270 retornaram ao país, segundo a chancelaria hondurenha.

Onze hondurenhos morreram na empreitada.

(AFP)

São leitores como você que contribuem para a missão da Aleteia

Desde o início de nossas atividades, em 2012, o número de leitores da Aleteia cresceu rapidamente em todo o mundo. Estamos comprometidos com a missão de fornecer artigos que enriquecem, informam e inspiram a vida católica. Por isso queremos que nossos artigos sejam acessados por todos. Mas, para isso, precisamos da sua ajuda. O jornalismo de qualidade tem um custo (maior do que o que a propaganda consegue cobrir). Leitores como você podem fazer uma grande diferença, doando apenas $ 3 por mês.