Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.
Newsletter Aleteia: uma seleção de conteúdos para uma vida plena e com valor. Cadastre-se e receba nosso boletim direto em seu email.
Registrar

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

Papa revela ‘duas dores’ de seu coração

POPE FRANCIS AUDIENCE
Antoine Mekary | ALETEIA
Compartilhar

As tragédias na Colômbia e no Mediterrâneo

O papa Francisco falou, neste domingo (20), das “duas dores” que tem em seu coração, referindo-se às vítimas do atentado na Colômbia esta semana e aos imigrantes mortos no Mediterrâneo recentemente.

“Tenho duas dores no coração: Colômbia e o Mediterrâneo”, desabafou o papa na tradicional oração do Ângelus, em Roma.

“Quero expressar meu apoio ao povo colombiano depois do ataque terrorista de quinta-feira passada contra a Escola Nacional de Polícia”, afirmou.

“Rezo pelas vítimas e por suas famílias e continuo rezando pelo caminho da paz na Colômbia”, acrescentou ele, que viaja esta semana para o Panamá para a Jornada Mundial da Juventude (JMJ).

Na quinta-feira, um atentado atribuído ao Exército de Libertação Nacional (ELN) matou 20 jovens estudantes de uma academia de polícia em Bogotá e deixou cerca de 70 feridos.

Francisco também evocou as 170 pessoas que morreram no Mediterrâneo recentemente.

(AFP)

São leitores como você que contribuem para a missão da Aleteia

Desde o início de nossas atividades, em 2012, o número de leitores da Aleteia cresceu rapidamente em todo o mundo. Estamos comprometidos com a missão de fornecer artigos que enriquecem, informam e inspiram a vida católica. Por isso queremos que nossos artigos sejam acessados por todos. Mas, para isso, precisamos da sua ajuda. O jornalismo de qualidade tem um custo (maior do que o que a propaganda consegue cobrir). Leitores como você podem fazer uma grande diferença, doando apenas $ 3 por mês.