Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

Papa Francisco: “Viver acusando os outros não é cristão”

papa francisco missa
Captura de Tela - YouTube / Vatican News
Compartilhar

O Papa falou do estilo cristão e de 3 características do estilo não cristão: acusatório, mundano e egoísta

Na Missa desta segunda-feira, 21 de janeiro, o Papa Francisco afirmou:

“Viver acusando os outros, procurando os defeitos de outras pessoas, não é cristão”.

O Papa contrastou o estilo cristão com o estilo não cristão: este último é um “estilo acusatório“, “mundano” e “egoísta”.

Estilo acusatório

“O estilo acusatório é o estilo daqueles fiéis que sempre procuram acusar os outros. Vivem acusando. Sempre desqualificando os outros. Um estilo – eu diria – de promotores de justiça falidos: estão sempre tentando acusar os outros. Mas eles não percebem que é o estilo do diabo: na Bíblia, o diabo é chamado de ‘grande acusador’, que está sempre acusando os outros”.

Francisco observou que essa tendência já existia na época de Jesus, que, aliás, recomendou aos acusadores:

“Em vez de olharem para palha no olho dos outros, olhem para a trave nos seus olhos”.

Jesus também disse à multidão que ia apedrejar a mulher adúltera:

“Aqueles que não pecaram podem atirar a primeira pedra”.

Estilo mundano

O Papa também alertou para o “estilo mundano” dos que se dizem católicos, “recitam o Credo, mas vivem de vaidade, orgulho e apego ao dinheiro“:

“A mundanidade é o que estraga muitas pessoas, muitas pessoas! Pessoas boas, mas entram nesse espírito de vaidade, de orgulho, de serem vistas… Não há humildade. E a humildade faz parte do estilo cristão. Devemos aprender isto de Jesus, de Nossa Senhora, de São José: eles eram humildes”.

Estilo egoísta

Sobre “o estilo egoísta” ou “o espírito da indiferença”, Francisco disse:

“[Esse espírito] me leva a acreditar que eu sou um bom católico; eu faço as coisas, mas não me preocupo com os problemas dos outros, não me preocupo com as guerras, as doenças, com as pessoas que sofrem. O estilo cristão é o das bem-aventuranças: mansidão, humildade, paciência no sofrimento, amor à justiça, capacidade de suportar perseguições, não julgar os outros… E esse é o espírito cristão, o estilo cristão. Se você quer saber como é o estilo cristão, para não cair neste estilo acusatório, no estilo mundano e no estilo egoísta, leia as bem-aventuranças”.

___________

Com informações do Vatican News