Aleteia logoAleteia logoAleteia
Sábado 20 Abril |
Aleteia logo
Atualidade
separateurCreated with Sketch.

Comissão recomenda o fim do uso do carvão na Alemanha até 2038

WEB3-SOLAR-CELL-ENERGY-PANEL-WALL-ENERGY-ELECTRICITY-Shutterstock_654436435-By 2stockista-AI

Shutterstock-2stockista

Agências de Notícias - publicado em 27/01/19

Atualmente o carvão representa mais de um terço da produção de energia elétrica na Alemanha, contra apenas 3% na França

A Alemanha deve deixar de produzir energia elétrica a partir do carvão no mais tardar em 2038, segundo o plano elaborado por uma comissão designada pelo governo.

A transição custará quase 80 bilhões de euros (91,2 bilhões de dólares). Metade do valor será utilizado para ajudar as regiões afetadas do oeste e leste do país e o restante para evitar a disparada do preço da energia elétrica.

O acordo foi alcançado depois de meses de negociações árduas e uma última sessão de quase 24 horas, que terminou na manhã de sábado.

A comissão é integrada por especialistas, representantes de empresas e trabalhadores do setor, além de ONGs de defesa do meio ambiente.

O governo alemão tem a última palavra, mas tudo parece indicar que seguirá as recomendações da comissão criada pelo próprio Executivo.

A retirada do carvão acontecerá de forma progressiva e a última central deve fechar no mais tardar em 2038, mas a comissão não descarta antecipar a data para 2035 caso as condições permitam.

Atualmente o carvão representa mais de um terço da produção de energia elétrica na Alemanha, contra apenas 3% na França.

Uma situação que impede a Alemanha de alcançar as metas de redução de emissões poluentes.

(AFP)

Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia