Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.
Receba diretamente no seu email os artigos da Aleteia.
Cadastrar-se

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

Como ajudar um casal que se separou?

ROZWÓD
Shutterstock
Compartilhar

É sempre difícil saber o que dizer, mas aqui estão dicas sobre o que fazer nesta situação delicada

Separação e divórcio são situações confusas, desagradáveis e difíceis para todos os envolvidos. Quando isso acontece com alguém próximo a nós – um membro da família ou um bom amigo – pode ser difícil para nós também, embora não seja tão traumático quanto é para os envolvidos diretamente, claro! 

É difícil para nós sabermos qual deve ser nossa atitude e o que podemos dizer ou fazer para ajudar. Aqui estão algumas dicas:

1. Não julgue

Nós nunca sabemos de todos os detalhes do que aconteceu entre um casal e que os levou a se separar. E essa não é uma decisão fácil de tomar. Embora, para quem vê de fora, as razões para a separação não sejam sérias o suficiente para justificá-la, os especialistas em ajudar casais em crise sabem que as coisas quase nunca são como parecem. Então, não julgue ou critique, e não comece a estereotipar pessoas ou rotulá-las. Nós nunca sabemos os verdadeiros motivos da separação ou do divórcio. É muito fácil para nós acabarmos julgando a decisão como moralmente repreensível, quando a pessoa pode realmente ter feito essa escolha em boa consciência e de acordo com a doutrina da Igreja (Catecismo da Igreja Católica, 2383);

2. Esteja disponível

Quando um casamento acaba, significa que o casal tem que encarar o fato de que o plano de passar o resto da vida juntos falhou. Não é fácil aceitar, e as pessoas que estão nessa situação precisam experimentar um processo de luto: aceitar o fato da separação, assimilar a mudança em seus planos de vida e encarar o futuro em circunstâncias novas e diferentes. Nada disso é fácil, e é mais difícil fazer isso sozinho do que quando você está cercado por pessoas que te amam. É por isso que precisamos estar disponíveis para apoiar. Precisamos ser sensíveis aos sentimentos, saber ouvir e compreender e respeitar as reações (lágrimas, raiva, protestos, depressão…);

3. Não coloque mais lenha na fogueira

Todos na família sofrem quando um casal se separa. Não é o momento certo para criticar, reprovar ou dizer coisas como “eu avisei!”. Se existissem razões para avisá-los de que as coisas não estavam indo bem, poderia ter sido oportuno oferecer ajuda antes do rompimento. Agora é inútil. Em vez de colocar lenha na fogueira, ajude o ex-casal a reconhecer e curar suas feridas;

4. Ajude-os com os filhos

Embora duas pessoas possam ter terminado como um casal, elas não deixam de ser pais para os filhos. Podemos ajudá-los a não perder de vista o fato de que seus filhos precisam da mãe e do pai para se darem bem. Por esta razão, devemos incentivá-los a não criticar ou recriminar uns aos outros, especialmente na frente de seus filhos. Pelo contrário, devemos tentar ajudá-los a ter o melhor (ou o menos ruim) relacionamento possível;

5. Oração 

Separar duas vidas que foram interligadas é um processo doloroso e complicado. Mas, com certeza, haverá maneiras de fornecer suporte, seja prático ou emocional. O ex-casal pode precisar de ajuda para se mudar, cuidar de seus filhos em determinados momentos ou apenas ter alguém que lhes dê uma perspectiva diferente sobre as coisas. Uma forma de apoio é a oração. Mesmo quando um casamento parece ter chegado ao fim, podemos rezar pela reconciliação e pelo reencontro. Quando isso realmente não é possível, ainda podemos orar para que Deus ajude todos os membros da família a encontrar a cura, a paz e o perdão mútuo.

Enfim, todos os itens acima são maneiras de ajudar casais que estão se separando ou se divorciando. Precisamos lembrar que o ideal é que o casal seja reconciliado, por isso devemos evitar criticar os dois lados o máximo possível. Devemos lembrar também que a prioridade é preservar o lado mais fraco envolvido: as crianças.