Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.
Newsletter Aleteia: uma seleção de conteúdos para uma vida plena e com valor. Cadastre-se e receba nosso boletim direto em seu email.
Registrar

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

O mistério da cruz gigante que apareceu em uma praia

CROSS
Compartilhar

A cruz virou uma atração turística e as imagens viralizaram nas redes sociais

Clique aqui para abrir a galeria de fotos

Ela é de madeira, enorme e está impregnada de crustáceos. A cruz que apareceu em uma praia perto de um complexo turístico da Flórida, nos Estados Unidos, foi descoberta por um homem que descansava na região.

Ao ver que a cruz flutuava na água, o homem, chamado Greg, não teve dúvida: pediu ajuda a outra pessoas para conseguir arrastá-la até a praia. 

“Eu não conseguia acreditar que ela flutuaria até os nossos pés. Eu me senti maravilhado, pois algo assim só acontece uma vez na vida. Se não estivesse ali naquela hora não teria visto a cruz”, disse o homem. 

Mas como uma cruz desse tamanho foi se aproximar da costa? Eis aí um grande mistério.

As imagens do fato inusitado não tardaram a viralizar, e a cruz se transformou em um autêntico atrativo turístico. (Clique em “Abrir a galeria de fotos” para ver as imagens)

Claro que não faltou quem começasse a especular versões apocalípticas, o que, sem dúvida, foi um ingrediente para o fato viralizar nas redes sociais.

CROSS
Facebook-Ocean Manor Beach Resort

Entretanto, entre as versões mais verossímeis sobre este mistério está a possibilidade de a cruz – perdida no mar por muito tempo – ter pertencido a uma igreja de Porto Rico devastada pelo furacão Maria em setembro de 2017.

O certo é que a cruz virou o assunto das rodas de conversa na região. Até um padre foi chamado para abençoá-la.