Aleteia
Quinta-feira 22 Outubro |
São Moderano
Estilo de vida

Como você pode viver feliz hoje se lembranças dolorosas te prendem?

IN THOUGHT

Shutterstock

Javier Fiz Pérez - publicado em 21/02/19

Para a cura emocional, existem maneiras de encarar o que aconteceu

Alguns acreditam que repassar o passado é uma perda de tempo, e o que importa é se concentrar no presente. Muitas vezes, esse raciocínio nasce do medo da dor que sentimos quando nos lembramos do passado. Mas fugir para o futuro pode causar precisamente o efeito oposto e nos levar a ser infelizes no momento presente.

Não há dúvida de que o passado não existe mais, mas, para o bem ou para o mal, somos quem somos hoje por causa do nosso passado. Todas as decisões que tomamos, todos os caminhos que seguimos ou deixamos para trás e todas as experiências que vivemos nos tornaram a pessoa que somos.

Algumas situações nos ensinaram lições importantes, mas é provável que outras pessoas nos tenham magoado e continuem a condicionar nossos comportamentos, embora possamos não ter plena consciência disso. Isso ocorre porque o nosso cérebro mantém as nossas experiências emocionais.

O passado ainda está presente quando não curamos nossas feridas emocionais.

É verdade que não podemos mudar o passado. Muitas das decisões que tomamos são irrevogáveis ​​e não podemos apagar nossas experiências passadas. No entanto, podemos mudar nossa perspectiva sobre essas coisas para que elas não nos prejudiquem e, acima de tudo, para que possamos impedi-las de se tornarem um obstáculo que nos impeça de avançar.

Em alguns casos, quando sentimos que uma situação é esmagadora, é porque somos simplesmente incapazes de aceitá-la, e a memória dessa situação continua a criar emoções negativas que condicionam nossos relacionamentos com os outros, ou mesmo conosco, criando problemas de baixa autoestima e sentimentos de ressentimento.

Como podemos curar o passado e deixar de nos prejudicar?

O importante é curar o passado, identificando as experiências traumáticas ou as crenças de longa data que estão prejudicando nossas vidas. O principal objetivo deste tipo de terapia é – no contexto seguro de uma consulta com um bom terapeuta – trabalhar com as memórias escondidas em nosso cérebro das experiências que nos limitam no presente, consciente ou inconscientemente, de modo que possamos aceitá-las, tanto de uma perspectiva racional e emocional. Desta forma, elas vão parar de limitar nosso futuro.

Lembre-se que o que importa não é tanto o que aconteceu, mas como deixamos isso nos influenciar agora. O passado não existe mais; o que resta é a memória impressa em nossa mente, que – graças a pesquisas científicas recentes – sabemos que nunca é completamente confiável.

A solução não é apagar um evento da nossa mente, mas integrá-lo em nossas vidas de uma maneira diferente – uma que não nos machuque. Assim como nosso corpo produz cicatrizes sobre as feridas para que não nos machuquem mais, também nosso cérebro nos permite “reprocessar” o sofrimento emocional, dando-nos um novo significado para os eventos.

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Tags:
Bem estarDepressãoInteligencia emocionalPsicologiaSaúde
Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Aleteia Brasil
Quer dormir tranquilo? Reze esta oração da no...
CARLO ACUTIS
John Burger
Como foram os últimos dias de vida de Carlo A...
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
nuvens sinais
Reportagem local
Estão sendo fotografados "sinais do céu"?
Aleteia Brasil
O milagre que levou a casa da Virgem Maria de...
st charbel
Reportagem local
Por acaso não está acontecendo o que São Char...
Philip Kosloski
3 poderosos sacramentais para ter na sua casa
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia