Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

Tem dificuldades para dormir à noite? Reze esta oração

ASLEEP
By Dmytro Zinkevych | Shutterstock
Compartilhar

A Igreja tem uma "oração oficial" para terminar o dia

Em alguns momentos você tem problema para dormir à noite? O Arcebispo de Baltimore (Estados Unidos) e capelão dos Cavaleiros de Colombo, Dom William Edward Lori, afirmou que a Igreja “resolveu isso há muito tempo” e tem uma “oração oficial”.

Em um artigo intitulado “Como terminar o dia”, publicado no site dos Cavaleiros de Colombo, a maior organização laical do mundo, Dom Lori assinalou: “Não sei vocês, mas eu tenho problemas para dormir algumas noites. Na hora de dormir, os acontecimentos do dia ainda ficam rondando meus ouvidos”.

Dom Lori assinalou que “a Igreja, de fato, resolveu tudo isso há muito tempo e tem uma oração oficial para terminar o dia”.

“A Liturgia das Horas, também conhecida como Ofício Divino ou Breviário, marca as horas do dia com a oração: manhã, meio-dia, tarde e noite”, assinalou, destacando que tanto “bispos, como sacerdotes e diáconos são obrigados a rezá-la, mas todos somos chamados a rezá-la também”.

“Esta oração consiste em um exame de consciência, um hino no qual pedimos a Deus para estar conosco durante a noite, um salmo que fala sobre recordar Deus e sua misericórdia, inclusive durante a noite e, em seguida, o ponto principal: o Cântico de Simeão”.

O Arcebispo de Baltimore recordou que, “na bela passagem do Evangelho de Lucas, onde Maria e José, de acordo com a Lei de Deus, levam o Menino Jesus ao templo em Jerusalém para apresentá-lo ao Senhor, encontram-se com um leigo chamado Simeão”.

Simeão, destacou, era “um homem de oração” que aguardava a chegada do Messias e “cujo coração estava cheio de esperança em tudo o que Deus havia prometido”.

“Quando Simeão tomou o Menino Jesus em seus braços, seus olhos de fé se abriram e soube que segurava o Salvador esperado por tanto tempo”.

“Cheio do Espírito Santo”, disse o Prelado, Simeão “pronunciou este cântico que é a parte central da oração da noite da Igreja: ‘Deixai, agora, vosso servo ir em paz, conforme prometestes, ó Senhor.  Pois meus olhos viram vossa salvação que preparastes ante a face das nações: uma Luz que brilhará para os gentios e para a glória de Israel, o vosso povo’”.

“Que bela oração para oferecer quando o trabalho de cada dia chega ao fim! Em vez de ruminar as minhas preocupações ou reviver algum contratempo que tive naquele dia, acho que quando me concentro verdadeiramente no significado deste cântico, sou mais capaz de colocar todo o dia em sua própria perspectiva”, assinalou.

“Se seguir a direção de Simeão, quando chegar ao final de cada dia, não precisarei evitar minhas preocupações ou feridas, nem terei que tranquilizá-las com felicidades artificiais ou pensamentos positivos forçados. Pelo contrário, tudo o que preciso é confiar o pacote completo – todas minhas forças e debilidades, junto com os acontecimentos do dia – ao Senhor Jesus, que está presente para mim como esteve para Simeão”.

Dom Lori também enfatizou que, “nesse momento de confiança e amor, também posso examinar minha consciência com serenidade”.

Clique aqui para rezar as Completas!

São leitores como você que contribuem para a missão da Aleteia

Desde o início de nossas atividades, em 2012, o número de leitores da Aleteia cresceu rapidamente em todo o mundo. Estamos comprometidos com a missão de fornecer artigos que enriquecem, informam e inspiram a vida católica. Por isso queremos que nossos artigos sejam acessados por todos. Mas, para isso, precisamos da sua ajuda. O jornalismo de qualidade tem um custo (maior do que o que a propaganda consegue cobrir). Leitores como você podem fazer uma grande diferença, doando apenas $ 3 por mês.