Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Quarta-feira 04 Agosto |
São João Maria Vianney
home iconEstilo de vida
line break icon

As regras de minimalismo dos santos

© Unsplash

Maria Paola Daud - publicado em 12/03/19

Muito antes de Marie Kondo, São Francisco já ensinava a buscar o essencial

O minimalismo é a tendência a reduzir tudo ao essencial, a despojar-se das coisas excessivas. Esta palavra ou tendência, hoje, está muito em moda, e mais ainda graças à exitosa série da Netflix que tem como protagonista a guru da organização Marie Kondo.

Dizem que a tendência ao minimalismo nasceu nos anos 1960. Mas sabemos que os santos, muito antes disso, já nos ensinavam com seu testemunho a reduzir tudo para nos centrarmos no essencial, Cristo.

Não é à toa que existe um ramo dos franciscanos chamado “mínimos”, que tem como fundador São Francisco de Paula.

Mas o minimalismo dos santos vai além do campo estético, trata-se de um despojamento de tudo, como sinal de caridade perante os irmãos, a Igreja e para centrar toda a vida, sem distrações ou impedimentos, no amor a Cristo.

Nestas 6 regras do minimalismo, podemos ver como os santos vão muito além nesse conceito, e principalmente através do testemunho de vida:

PRIMEIRA REGRA

Elimine tudo que não te faz falta

Eu realmente preciso disso? Tal coisa acrescenta algo a minha vida?

Santa Teresa d’Ávila resumiria esta regra com uma bela oração: Nada te turbe, nada te espante, tudo passa, Deus não muda; a paciência tudo alcança; a quem tem a Deus, nada falta. Só Deus basta.

SEGUNDA REGRA

Não se apegue aos objetos

Muitas vezes guardamos algo por carinho. Mas, na verdade, não é do objeto em si que gostamos, mas da recordação.

São Francisco de Assis despojou-se completamente de seus bens, até de suas roupas, diante de uma multidão de pessoas, do bispo e do seu pai. Só deixando todos os bens materiais herdados do seu pai terreno, poderia depositar todo o seu tesouro e todas as suas esperanças no Pai celestial.

TERCEIRA REGRA

Ordem e simplicidade em casa

Elimine o supérfluo para criar uma nova ordem única, valorizando a simplicidade.

Aqui temos o exemplo de São Bento e sua regra “Ora et Labora”: Organize toda a sua casa (a Ordem), para que com poucas posses compartilhadas entre todos os religiosos, encontre-se a harmonia e a simplicidade para o bem-estar comum. Um bem alcançado com uma excelente organização que combina o trabalho e a oração durante todo o dia, sem esquecer o merecido descanso.

QUARTA REGRA

Valorize o seu tempo e selecione os seus compromissos

Seja produtivo, não procrastine e selecione o que é mais importante para você. Aprenda a dizer não.

Santo Afonso Maria de Ligório: “Não há coisa mais breve que o tempo; mas tampouco há nenhuma mais preciosa que ele. Não há nada mais breve que o tempo, porque o passado já não existe, o futuro é incerto e o presente se reduz a um momento… Mas quanto tem de breve o tempo de nossa vida, tanto tem de precioso, porque em cada momento podemos adquirir tesouros de méritos para o Paraíso, ao empregar o tempo com juízo…”

QUINTA REGRA

Controle a sua mente

Tente manter sua mente calma, reduza o estresse, mantenha-se no presente e no aqui e agora.

Santa Teresinha do Menino Jesus nos dá exemplo de como manter a calma: um dia, na lavanderia, uma monja não parava de respingar água suja no seu rosto. Ela, no início, quis repreendê-la por sua atitude, mas depois pensou que aquele seria um bom exercício para sua paciência.

SEXTA REGRA

Menos é mais

Reduza sua vida ao essencial

O que é o essencial? Para o cristão, seguramente é o amor, como diz São Paulo: “Ainda que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos, e não tivesse amor, seria como o metal que soa ou como o sino que tine. E ainda que tivesse o dom de profecia, e conhecesse todos os mistérios e toda a ciência, e ainda que tivesse toda a fé, de maneira tal que transportasse os montes, e não tivesse amor, nada seria. E ainda que distribuísse toda a minha fortuna para sustento dos pobres, e ainda que entregasse o meu corpo para ser queimado, e não tivesse amor, nada disso me aproveitaria”.

Tags:
CasaDescansoEstresseFamíliaTrabalhoValores
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
Reportagem local
Gritos levam polícia à casa de dois idosos, que choravam copiosam...
2
Sintomas da depressão
Reportagem local
8 sintomas físicos da depressão: fique atento a si mesmo e ao seu...
3
Philip Kosloski
Mesmo com ouro e glória, Michael Phelps foi ao fundo do poço – ma...
4
Pe. Edward Looney
Padre revela: por que sempre levo água benta comigo ao viajar
5
MAN
Reportagem local
Oração da noite para serenar o espírito e pacificar a ansiedade
6
sacerdotes
Reportagem local
Suicídio de sacerdotes: desabafo de padre brasileiro comove as re...
7
Aleteia Brasil
Sorrisão e joelhos: 2 pais brasileiros e seus bebês que emocionar...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia