Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Domingo 17 Janeiro |
home iconEstilo de vida
line break icon

Carta ao meu filho que não nasceu

ENVELOPE

Shutterstock

Reportagem local - publicado em 18/03/19

"Se eu soubesse que dói tanto, filho" - o relato comovente e arrependido de um pai que permitiu o aborto do filho

O jornalista Paulo Antônio Briguet emocionou as redes sociais ao publicar uma carta direcionada ao filho dele, que, se não tivesse sido abortado, completaria 27 anos.

Com um texto carregado de arrependimento, Briguet mostra que o aborto não fere só a mulher que o comete e, que mais cedo ou mais tarde, vem a culpa.

Leia, abaixo, a íntegra da publicação:

“CARTA AO MEU FILHO QUE NÃO NASCEU

Filho,

Hoje você estaria completando 27 anos se eu o tivesse deixado nascer. O dia nasce, a flor nasce, a estrela da manhã nasce, nascem o absurdo, o silêncio, a esperança, a perplexidade — mas você não nasceu, e por minha culpa, minha máxima culpa.

Sua mãe, que hoje vive em terras distantes, bem que hesitou. Um médico que conhecíamos tentou nos demover da ideia fatídica — agora eu vejo claramente que era um anjo de Deus —, mas nos mantivemos irredutíveis. Eu até mesmo fiquei com raiva desse amigo, por dizer não ao crime que eu estava prestes a cometer. Ah, como que eu queria voltar no tempo e dizer: — Obrigado, doutor! Obrigado! Você vai ser o padrinho desta criança.

Mas máquinas do tempo não existem, não pertencem à estrutura da realidade. A única disponível, e altamente perigosa, é a nossa própria alma. Naquela época, entretanto, eu não acreditava na existência da alma. Estava louco, louco de egoísmo e vaidade.

Você só estava esperando o dia da luz, meu filho; porém, vieram as trevas. Eu lhe neguei a manhã, a tarde, a noite, a madrugada, a água, o calor, o frio, o livro, a sinfonia, o poema, a amizade, o poente de Londrina, o cheiro da chuva caindo na terra, a canção de ninar, o vinho e o pão. Eu lhe neguei o sorriso e o choro. Eu lhe neguei olhos, mãos, coração. Eu lhe neguei o direito de gritar, no escuro, Mãe! Eu lhe neguei o direito de nascer. Só não lhe neguei aquilo que não podia negar: a paixão e a ressurreição. Isso você já teve.

Se eu soubesse. Se eu soubesse que dói. Se eu soubesse que dói tanto, filho. Eu fui o seu Herodes.

Escrevo estas palavras com a distância de um quarto de século, mas parece que o meu pecado (meu crime) foi cometido ontem. Seu adeus é onipresente, sua presença é um adeus eterno em minha vida. Sim, a ferida foi curada pelas mãos do médico misericordioso, mas a cicatriz é tão grande que ocupa toda a minha alma. Eu sou a cicatriz do meu pecado. Repare: tudo que faço é um ato de reparação.
Um dia espero conhecê-lo, filho. Segundo S. Tomás de Aquino, renasceremos todos com a idade de Cristo. Hoje você existe em algum lugar do universo, com 33 anos. Tem um nome, um rosto e uma voz que desconheço.

Fico pensando em quem você seria: um médico, um engenheiro, um músico, um matemático, um filósofo, um professor, um padre, um operário, um marceneiro? Como você amaria o seu meio-irmão mais novo, nascido tantos anos depois! Agora não importa, filho. A sua profissão, para sempre, será nascer.

No dia de nosso encontro, filho, depois de deixar a dor desta vida, eu tomarei suas mãos e o abraçarei com força. E a minha primeira palavra você já sabe qual será:

— Perdão.

Filho, às vezes eu penso que você existe para me perdoar. Só assim poderei contemplar a face de Deus. Por isso, todo dia para mim é o Dia do Nascituro. Todo dia é o Dia.” 

Tags:
AbortopaisSofrimento
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Top 10
Aleteia Brasil
Na íntegra: as três partes do Segredo de Fáti...
UNPLANNED
Jaime Septién
Filme contra o aborto arrasa nas bilheterias ...
BABY BAPTISM
Padre Reginaldo Manzotti
Por que é tão importante batizar uma criança?
Deserto de Negev
Francisco Vêneto
Pedra de 1.400 anos com inscrição mariana é e...
KRZYŻYK NA CZOLE
Beatriz Camargo
60 nomes de bebês que carregam mensagens pode...
Reportagem local
Papa Francisco: cuidado com os cristãos que s...
POPE JOHN PAUL II
Philip Kosloski
"Não tenhais medo": a frase mais usada por Sã...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia