Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

5 maneiras de fazer sua mãe feliz

© Shutterstock
Compartilhar

Fazemos o suficiente para mostrar nosso apreço e amor por nossas mães?

Mães podem parecer que são feitas de aço e parecem super-heroínas como a Mulher Maravilha. Este é o resultado do amor profundo que elas têm por seus filhos, o que as faz parecer inquebráveis, como se pudessem perdoar qualquer coisa em um piscar de olhos sem se sentirem magoadas.

No entanto, esse não é o caso. Seja qual for a nossa idade, devemos fazer todo o possível para evitar ferir nossas mães e procurar maneiras de fazê-las felizes. Aqui estão algumas coisas garantidas para aquecer o coração de sua mãe!

1. Reconheça-a e agradeça-a. Às vezes, tomamos por certo que quando voltamos para casa seremos recebidos pelo sorriso caloroso de nossa mãe e um abraço carinhoso, e que haverá uma refeição quente na mesa e roupas limpas no armário. Podemos negligenciar o fato de termos uma mãe que cuida de nós.

Precisamos lembrar de agradecer a ela, reconhecendo todo o trabalho que é ser uma mãe amorosa. Devemos prestar atenção aos detalhes do que ela faz por nós e agradecê-la explicitamente sempre que pudermos. Isso a ajudará a se sentir apreciada, respeitada e amada.

2. Tente manter um bom relacionamento com seus irmãos. Toda mãe sente uma grande tristeza ao ver que seus filhos, que ela ama igualmente, são incapazes de se dar bem, e ficam brigando o tempo todo. Para o bem dela, e pelo nosso bem e dos nossos irmãos e irmãs, deveríamos tentar ter um relacionamento saudável e cordial o máximo possível. Isso dará grande felicidade à nossa mãe.

3. Lembre-se de ficar em contato com ela. Embora as mães estejam dispostas a entender, ignorar e perdoar muito, elas não são tolas. Quando acorremos a elas apenas quando é conveniente – pedir dinheiro, ou pedir ajuda quando estamos com problemas – ela estará lá ao nosso favor, mas isso não significa que ela não perceba nosso egoísmo.

Nossas mães querem fazer parte de nossas vidas. Devemos tentar entrar em contato com elas com frequência, não apenas quando o nosso interesse próprio determina. Não há desculpas para não mostrar a ela nosso amor e gratidão regularmente, especialmente quando ela está distante e podemos conversar através de mensagens de texto ou um telefonema (e quando podemos conversar em áudio e vídeo com apenas um clique). Tire um minuto para enviar mensagens de texto ou ligar, mesmo que apenas para dizer: “Mãe, eu só queria ouvir sua voz! Eu te amo!”.

4. Assim como devemos tentar ter um bom relacionamento com nossa mãe e nossos irmãos, o mesmo se aplica ao nosso pai. Nossa mãe quer que respeitemos e amemos nosso pai, especialmente nos casos em que nossos pais estão juntos há décadas e enfrentam os inevitáveis ​​altos e baixos da vida conjugal, permanecendo fiéis uns aos outros e a nós, seus filhos. Se desrespeitamos um, desrespeitamos o outro. Se ferimos ou rejeitamos o homem que nossa mãe ama e escolheu ser seu parceiro de vida e pai de seus filhos, também prejudicamos seu coração.

Devemos ter muitas outras razões para respeitar e amar o nosso pai (é um dos 10 mandamentos, afinal), mas, se não por outro motivo que pelo amor à nossa mãe, mesmo que tenhamos um relacionamento difícil ou distante com o nosso pai, devemos fazer o nosso melhor para apreciá-lo.

5. Ouça os conselhos dela. Nossa mãe geralmente nos conhece melhor do que nós mesmos e tem uma experiência de vida inestimável. Ela teve suas próprias vitórias e cometeu seus próprios erros, e criou filhos. Pode parecer que ela está se intrometendo em nossas vidas às vezes, ou “simplesmente não entende” o que estamos passando, mas as chances são de que ela realmente tenha informações valiosas para nós. É difícil para uma mãe observar seus filhos passando por situações ruins, cometendo erros ou perdendo oportunidades, quando ela consegue ver muito bem à distância.

Pelo contrário, quando seguimos o conselho de nossa mãe e isso nos ajuda a sermos mais felizes e bem-sucedidos, nada poderia fazê-la mais feliz. Mesmo que não possamos sempre seguir esse conselho, devemos pelo menos ouvir.

As mães não são perfeitas, mas querem o melhor para seus filhos e, desde o começo até que a morte nos separe, elas tentarão nos amar e nos apoiar. Nós lhes devemos nosso amor, respeito e gratidão. Se tentarmos fazê-las felizes sendo gratos, cultivando relacionamentos familiares saudáveis ​​e ouvindo seus conselhos, descobriremos que isso nos tornará pessoas mais felizes e saudáveis ​​também.