Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

Tente este exercício simples (mas não tão fácil) para manter a paz de espírito

MOTHER AND SON
By fotosparrow | Shutterstock
Compartilhar

O Irmão Lawrence sugere a chave para viver em um estado contínuo de serenidade

Com todas as dificuldades da vida, não deveria surpreender que nossas almas possam ser afetadas negativamente pela ansiedade que enfrentamos diariamente. Durante períodos intensos de estresse, encontrar paz em nossa alma pode parecer um esforço impossível.

No entanto, para o Irmão Lawrence, um monge carmelita do século 17, a paz de espírito é pode ser alcançada se seguirmos uma regra simples.

Ele conta em uma carta como “começou a viver como se não houvesse ninguém além de [Deus] e eu no mundo”.

Eu o contemplei em meu coração como meu Pai, como meu Deus: Eu O adorei o maior número de vezes que pude, mantendo minha mente em Sua santa Presença, e clamando-O novamente assim que me encontrava vagando Dele. Não encontrei nenhum sofrimento neste exercício, e assim continuei, apesar das dificuldades que ocorreram, sem me incomodar ou inquietar quando minha mente vagava involuntariamente. Eu fiz disso a minha atividade, tanto durante a jornada como nos momentos designados para oração; sempre, toda hora, todo minuto.

O Irmão Lawrence explica como, “quando somos fiéis para nos mantermos em Sua santa Presença, e colocá-Lo sempre diante de nós, isso não apenas nos impede de ofendê-lo e fazer qualquer coisa que possa desagradá-Lo, mas também gera em nós uma santa liberdade e, se assim posso falar, uma familiaridade com Deus.”

Essa maneira simples de “praticar a Presença de Deus” abre a porta para um coração pacífico, unido ao coração de Deus. Se somos capazes de trazer à frente da nossa imaginação a verdade de que estamos, de fato, sempre na presença de Deus, podemos então começar a sentir sua paz entrar em nossa alma. Nada pode perturbar uma pessoa unida ao coração de Deus, mesmo quando surgem dificuldades.

Experimente esse exercício esta semana e mantenha Deus sempre em seus pensamentos. Não será fácil, mas você pode se surpreender com os resultados.

São leitores como você que contribuem para a missão da Aleteia

Desde o início de nossas atividades, em 2012, o número de leitores da Aleteia cresceu rapidamente em todo o mundo. Estamos comprometidos com a missão de fornecer artigos que enriquecem, informam e inspiram a vida católica. Por isso queremos que nossos artigos sejam acessados por todos. Mas, para isso, precisamos da sua ajuda. O jornalismo de qualidade tem um custo (maior do que o que a propaganda consegue cobrir). Leitores como você podem fazer uma grande diferença, doando apenas $ 3 por mês.