Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Domingo 17 Janeiro |
home iconEstilo de vida
line break icon

O inesperado ingrediente secreto para um casamento mais feliz

pixabay

Marzena Wilkanowicz-Devoud - publicado em 27/03/19

As coisas funcionam melhor quando entre os cônjuges existe bom humor

A ciência já demonstrou os benefícios da risada para nossa saúde. Ajuda a combater o estresse, a dor e a superar os desafios. O riso é a fonte da juventude por excelência.

Agora, psicólogos da Universidade Martin Luther, em Halle-Wittenberg, mostraram que isso também é válido para os casais.

Em um estudo publicado no Journal of Research in Personality, os autores explicam que os cônjuges que compartilham o bom senso de humor, em relação a rir e se divertir, tendem a ser mais felizes do que os outros. No entanto, os cônjuges que não têm bom humor são relativamente menos felizes em seus relacionamentos românticos.

Os pesquisadores distinguem três características: ter medo de rirem de você, gostar de rir de si (como quando o riso é intencionalmente provocado pela própria pessoa) e rir dos outros (o que pode variar de piadas bem-humoradas a ridicularizar).

Os pesquisadores realizaram o estudo com a colaboração de 154 casais. Nas entrevistas, realizadas online, cada cônjuge descreveu separadamente em detalhes suas percepções de seu relacionamento e seu grau de satisfação emocional e sexual.

Uma primeira análise dos dados mostrou, segundo a pesquisadora Kay Brauer, “que os casais são muitas vezes semelhantes em relação aos seus traços individuais e também aos seus perfis”. Quanto mais alinhados eles forem nessas características, maior a probabilidade de se contentarem seu relacionamento.

Especialmente nas mulheres, a característica do bom humor e de gostar de rir foi associada a maior satisfação e atração por seu parceiro, segundo os pesquisadores. Por outro lado, quando um dos cônjuges gosta de ridicularizar os outros, isso tende a causar mais discussões e menos satisfação no relacionamento.

No entanto, os pesquisadores apontaram que ter o mesmo senso de humor e capacidade de rir de si mesmo e um do outro não é suficiente para determinar se um relacionamento será satisfatório.

Isso soa como a prova de algo que já sabíamos: ter bom humor perante você mesmo e suas próprias fraquezas contribui para um relacionamento mais saudável. Ao mesmo tempo, é importante que nosso riso seja sempre bem-humorado e respeitoso, levando em conta as sensibilidades da outra pessoa.

Tags:
RelacionamentoSaúde
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Top 10
Aleteia Brasil
Na íntegra: as três partes do Segredo de Fáti...
UNPLANNED
Jaime Septién
Filme contra o aborto arrasa nas bilheterias ...
BABY BAPTISM
Padre Reginaldo Manzotti
Por que é tão importante batizar uma criança?
Deserto de Negev
Francisco Vêneto
Pedra de 1.400 anos com inscrição mariana é e...
KRZYŻYK NA CZOLE
Beatriz Camargo
60 nomes de bebês que carregam mensagens pode...
Reportagem local
Papa Francisco: cuidado com os cristãos que s...
POPE JOHN PAUL II
Philip Kosloski
"Não tenhais medo": a frase mais usada por Sã...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia