Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.
Receba diretamente no seu email os artigos da Aleteia.
Cadastrar-se

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

7 dicas para criar um ambiente edificante para alguém que está deprimido

SUNLIGHT
Shutterstock
Compartilhar

Além do tratamento médico e da terapia, existem passos simples que podemos dar em casa

Viver com alguém que sofre de depressão não é fácil. Você precisa ser criativo e encontrar recursos que possam facilitar a vida de todos.

Primeiro, precisamos distinguir entre depressão endógena e depressão exógena. O primeiro caso é crônico, algo que a pessoa pode ter que suportar ao longo de sua vida toda em um grau. No segundo caso, a depressão está enraizada em causas externas e é temporária. Uma tragédia familiar ou algum outro problema sério pode ser o gatilho para esse tipo de depressão. Normalmente, esse tipo de depressão desaparece quando as causas que o criaram cessam.

Para ambos os tipos de depressão, é preciso procurar profissionais de saúde e médicos para iniciar o tratamento adequado. Além disso, no entanto, existem maneiras de tornar seu ambiente doméstico mais acolhedor e agradável para uma pessoa que sofre de depressão. Veja como fazer isso:

1. Coloque alguma cor em sua vida

Pelo menos desde o Renascimento, tem-se entendido que a cor pode ter efeitos terapêuticos. Consequentemente, devemos dar uma olhada nas cores que cercam pessoa que sofrem de depressão. Os tons pretos e os cinzentos devem ser evitados. Já cores vivas podem criar um ambiente mais alegre.

2. Comece o dia com boas notícias

Pessoas que sofrem de depressão muitas vezes têm dificuldade em se levantar cedo, ou simplesmente em um horário programado. Se, além disso, a primeira coisa que elas ouvem é uma crítica, elas só ficarão mais deprimidas. É melhor cumprimentá-las de manhã com um tom positivo: “Veja o lindo dia de sol hoje!” Ou: “no noticiário, disseram que teremos tempo bom neste fim de semana”.

Precisamos morder a língua se formos tentados a criticar ou dar más notícias, e é melhor não falarmos sobre assuntos relacionados à depressão da pessoa, a menos que elas queiram.

3. Continue incluindo-as, mesmo que elas tendam a dizer “não”

Ao fazer planos, é fácil para nós ver que alguém que está deprimido não está disposto a fazer muita coisa. Eles não querem sair, não querem viajar, não querem ver ninguém e não querem fazer planos para o fim de semana. Coisas que eles podem ter gostado de fazer um dia, agora são quase uma tortura. No entanto, é bom que eles sintam que a família ainda quer envolvê-los e que os leva em consideração. Podemos incluí-los em eventos que eles perderam, fazendo coisas como trazer um pedaço de bolo da festa ou enviar uma foto de uma bela paisagem.

4. Aplauda todos os esforços

É bom que os deprimidos estabeleçam metas para si mesmos com seu psiquiatra ou psicólogo, mesmo que esses objetivos sejam pequenos. Podem ser coisas como estabelecer um prazo diário para sair da cama, manter hábitos de higiene pessoal, manter a ordem em seu quarto, cumprir suas obrigações profissionais ou outras coisas semelhantes que se tornaram difíceis para eles, mas que são importantes para o funcionamento diário da vida. Eles podem não conseguir fazer isso perfeitamente, mas o importante é que eles façam um esforço. Eles estão lutando uma batalha difícil, e o que importa é que eles tentem dar pequenos passos para frente.

5. Tocar música agradável

As pessoas que estão deprimidas precisam de um ambiente sem muito barulho; paz e calma as ajudam. No entanto, isso não significa necessariamente silêncio absoluto. Às vezes, ajuda-os ouvir música que os conforta ou encoraja. Escolha a música que eles gostam, seja ou não o que você gosta; o importante é que isso os eleva.

6. Mantenha seu senso de humor e respeito

Não perca a paciência com eles, porque a depressão é uma doença que ninguém escolhe ter. Algumas coisas que eles fazem podem incomodá-lo, mas é melhor que você guarde suas críticas para si mesmo. As pessoas que estão deprimidas tendem a ser negativas, mas muitas vezes ficam agradecidas quando há pessoas ao seu redor que têm esperanças. Acima de tudo, nunca perca a paciência. Mantenha a calma, mesmo que eles demonstrem irritabilidade. Se houver tensão em casa, tente restaurar um ambiente pacífico.

7. Tenha fé

Se eles forem pessoas de fé, lembre-os de que eles não estão sozinhos na batalha. Se demonstrarem interesse, você pode rezar orações curtas com eles e, no começo e no fim, orar uns pelos outros, junto com outras intenções.

A depressão é uma verdadeira cruz para aqueles que têm que suportá-la, e também pode ser difícil para as pessoas mais próximas. No entanto, quando somos guiados pelo amor, seguimos a orientação dos profissionais de saúde e usamos alguma criatividade, podemos continuar a ajudá-los a se sentir valorizados e incluídos.

Boletim
Receba Aleteia todo dia
São leitores como você que contribuem para a missão da Aleteia

Desde o início de nossas atividades, em 2012, o número de leitores da Aleteia cresceu rapidamente em todo o mundo. Estamos comprometidos com a missão de fornecer artigos que enriquecem, informam e inspiram a vida católica. Por isso queremos que nossos artigos sejam acessados por todos. Mas, para isso, precisamos da sua ajuda. O jornalismo de qualidade tem um custo (maior do que o que a propaganda consegue cobrir). Leitores como você podem fazer uma grande diferença, doando apenas $ 3 por mês.