Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.
Newsletter Aleteia: uma seleção de conteúdos para uma vida plena e com valor. Cadastre-se e receba nosso boletim direto em seu email.
Registrar

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

14 fatos sobre São João Paulo II, cujo inesquecível papado terminou há 14 anos

SAINT JOHN PAUL II
Daniel Janin | AFP
Compartilhar

O Papa que veio de longe se tornou uma das figuras mais amadas e respeitadas da história da Igreja

1 – O Papa São João Paulo II esteve à frente do terceiro pontificado mais longo de todos os tempos: 26 anos, 5 meses e 17 dias. Só foram mais longos que o dele o papado de São Pedro (cerca de 37 anos) e o de Pio IX (31 anos, 7 meses e 23 dias).

2 – Chamado de “Papa Peregrino”, São João Paulo II visitou nada menos que 129 países, em 104 viagens apostólicas internacionais. Além delas, foram mais 146 viagens dentro da Itália. Tornou-se icônico o seu gesto de beijar o solo de cada país ao qual chegava.

Leia também: Prepare-se para chorar: 3 músicas e vídeos arrepiantes ligados a São João Paulo II

3 – Entusiasta e firme defensor da família, criou em 1994 os Encontros Mundiais das Famílias. A segunda edição, em 1997, foi no Rio de Janeiro, em 4 e 5 de outubro.

4 – Amado e apontado pelos jovens como um líder exemplar da humanidade, ele criou e impulsionou as Jornadas Mundiais da Juventude, hoje um “clássico” entre os grandes eventos católicos internacionais. No de 1995, nas Filipinas, ele reuniu a maior aglomeração humana já registrada até então em toda a história da humanidade: 5 milhões de pessoas em torno à Santíssima Eucaristia, durante a Santa Missa de encerramento em Manila. Este recorde mundial só foi quebrado por outra Santa Missa, também rezada em Manila: a do Papa Francisco em sua visita apostólica de janeiro de 2015, que reuniu 7 milhões!

5 – São João Paulo II foi eleito Papa em 16 de outubro – festa de Santa Margarida Maria Alacoque, a promotora da devoção ao Sagrado Coração de Jesus, da qual floresce a devoção à Divina Misericórdia.

6 – Profundamente devoto de Nossa Senhora, dedicou a ela o lema do seu pontificado: “Totus tuus ego sum, Maria, et omnia mea tua sunt” (Sou todo teu, Maria, e tudo o que é meu é teu).

Leia também: São João Paulo II em imagens: de um jeito que você nunca tinha visto antes

7 – Foi o primeiro Papa polonês, o primeiro a vir de um país comunista, o primeiro a entrar em uma sinagoga, o primeiro a entrar em uma mesquita, o primeiro a receber uma delegação oficial da Igreja Ortodoxa Grega desde o cisma de 1054 e o primeiro e único a ser atingido por um tiro e dar entrada num hospital público. Além disso, em 14 de novembro de 2002, tornou-se o primeiro Papa em 150 anos a visitar o parlamento italiano: seu discurso na ocasião foi tão eloquente que o mafioso Benedetto Marciante, capo da Cosa Nostra, se entregou à polícia.

8 – São João Paulo II sofreu um gravíssimo atentado em plena Praça de São Pedro: levou dois tiros, em 13 de maio de 1981 e, após superar uma série de complicações, pôde deixar definitivamente o hospital no dia 14 de agosto. 13 de maio é dia de Nossa Senhora de Fátima; 14 de agosto é véspera da Assunção de Nossa Senhora aos Céus. Em referência ao auxílio de Nossa Senhora neste episódio a que sobreviveu quando os próprios médicos duvidavam de que conseguisse, ele resumiu: “Uma mão disparou. Mas outra mão guiou a bala”.

Leia também: 13 de maio de 1981: dois tiros atingem o Papa

9 – São João Paulo II não apenas falava fluentemente o latim, coisa rara em nossos tempos, como também conversava em eslovaco, russo, italiano, francês, espanhol, português, alemão, ucraniano e inglês, além, é claro, da sua amada língua materna, o polonês. Quando jovem, além de trabalhar pesado em uma pedreira, ele era praticante de esqui, montanhismo e remo, estudava teatro e literatura polonesa e chegou a atuar e escrever peças.

POPE JOHN PAUL II
Nach Twanderin | Youtube
São João Paulo II fazendo uma brincadeira ao "posar" para uma foto

10 – São João Paulo II era especialista em São João da Cruz e na tradição mística do Carmelo. Uma das suas teses de doutorado (sim, porque ele não tinha um, mas dois doutorados!) era, justamente, “A Doutrina da Fé em São João da Cruz”.

11 – São João Paulo II batizava em sua capela privada os filhos dos seus mais modestos colaboradores.

Leia também: Há 35 anos, S. João Paulo II encontrou e perdoou o homem que quase o matou

12 – Uma pesquisa feita nos Estados Unidos indicou que o mais cativante na sua figura era o sorriso, a devoção mariana, o domínio de várias línguas e o amor pelas crianças e pelos pobres. Em outra pesquisa com estudantes de Portugal, Espanha e América Latina, foi apontado em primeiro lugar como a pessoa mais admirada do mundo.

13 – Uma montanha do Polo Sul recebeu o nome de Papa João Paulo II em homenagem aos seus 25 anos de pontificado.

14 – Em 28 de abril de 2005, o mesmo mês em que João Paulo II tinha falecido (no dia 2), o Papa Bento XVI dispensou no caso dele os cinco anos normalmente necessários após a morte de alguém para iniciar a sua causa de beatificação e canonização. O mesmo Bento XVI o beatificou em 1º de maio de 2011. O Papa Francisco o canonizou em 27 de abril de 2014, junto com São João XXIII.

Leia também: 2 de abril de 2005: 11 fatos comoventes sobre o dia da partida de São João Paulo II

Boletim
Receba Aleteia todo dia
São leitores como você que contribuem para a missão da Aleteia

Desde o início de nossas atividades, em 2012, o número de leitores da Aleteia cresceu rapidamente em todo o mundo. Estamos comprometidos com a missão de fornecer artigos que enriquecem, informam e inspiram a vida católica. Por isso queremos que nossos artigos sejam acessados por todos. Mas, para isso, precisamos da sua ajuda. O jornalismo de qualidade tem um custo (maior do que o que a propaganda consegue cobrir). Leitores como você podem fazer uma grande diferença, doando apenas $ 3 por mês.