Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Sábado 31 Outubro |
Beato Domingos Collins
home iconEstilo de vida
line break icon

Por que dar um tempo ao seu cérebro é essencial para sua saúde mental e espiritual

WOMAN,ALONE,COFFEE,HOME

Bruce Mars | CC0

Calah Alexander - publicado em 02/04/19

Distrações são as sereias do nosso mundo moderno, atraindo-nos para a ansiedade e o desespero se não formos cuidadosos

A semana passada foi uma das mais difíceis que eu experimentei em muito tempo. Um de meus colegas e sua esposa sofreram pela morte trágica e inesperada de sua menininha após uma cirurgia cardíaca. O restante da nossa equipe intensificou-se para dar todo apoio necessário.

Depois de trabalhar a semana inteira, eu estava exausta. Assim que levei as crianças para a escola na sexta-feira, deitei na cama e olhei para o teto. Eu tinha pilhas de trabalho e havia comido apenas um sanduíche. Tinha dormido quase nada.

Mesmo sabendo que eu estava cansada, com fome e com muito trabalho, não pude fazer nada. Demorou uma hora até eu conseguir reconhecer o que estava acontecendo. Eu estava mergulhando na ansiedade e na depressão.

Eu não havia tido nenhum tempo de pausa mental em vários dias consecutivos – e, como Medium aponta, sentir-se ansioso e deprimido é o que acontece quando nossos cérebros não têm tempo ocioso suficiente:

Quando seu cérebro é bombardeado com novos estímulos ou informações, ele pode lutar para gerar intencionalidade e significado. Muito disso você pode deixar você exatamente sem sentido – ou pior. Se você está preso nesse ciclo de ultra-estimulação, sabemos que isso está associado à sensação de estar fora de controle. Está associado com ansiedade e desconexão.

O tempo ocioso mental, entretanto, parece facilitar a criatividade e a resolução de problemas.

“Nossa pesquisa descobriu que o descanso mental pode fomentar um tipo particular de produtividade”, diz Jonathan Schooler, professor de ciências psicológicas e cerebrais da Universidade da Califórnia. Ele diz que os momentos de iluminação geralmente acontecem quando a mente sente-se verdadeiramente livre para vagar.

Anos atrás, quando eu comecei a correr, descobri que meus melhores artigos surgiram durante aquelas corridas de 3 quilômetros pela manhã. Quando chegasse em casa, estaria bem e energizada, tanto pelo exercício quanto pelo tempo ocioso mental. Eu valorizava tanto aquele tempo que nunca usava fones de ouvido quando corria, porque a música, para mim, tornava impossível deixar minha mente vagar.

O mesmo vale para lavar louça e dobrar roupa. Eu aprendi ao longo dos anos que essas tarefas são aquelas que eu prefiro fazer sozinha, sem a distração da TV. Algo sobre os movimentos rítmicos e familiares de lavar pratos e dobrar roupas ajuda minha mente e meu espírito, e eu me sinto mais tranquila e renovada depois de 20 minutos de trabalho manual silencioso do que estaria depois de uma soneca de 20 minutos.

O tempo ocioso mental está rapidamente se tornando um recurso precioso para a maioria de nós. Ao contrário dos nossos pais ou avós, podemos nos distrair de centenas de maneiras diferentes… mesmo quando não queremos. O zumbido dos telefones em nossos bolsos e a tentação impossível dessas notificações vermelhas são como as sereias de nosso mundo moderno, nos roubando da paz que vem de uma mente quieta.

Precisamos começar a dar a nossos cérebros tempos de pausa. Quando meu filho pequeno faz birra, ele tem que sentar em um sofá específico até que possa se acalmar. Eu sei que nós, adultos, tendemos a pensar que estamos além dessas coisas e podemos aguentar tudo, mas vamos ser reais: nem sempre conseguimos.

Então, quando você se encontrar em um pergaminho sem fim no Facebook ou em uma farra de texto e Insta, jogue a âncora. Coloque seu smartphone numa gaveta por um tempo. Dê ao seu cérebro um intervalo. Se você preferir deixar sua mente vagar, meditar ou rezar, esses momentos tranquilos sem distração são absolutamente essenciais para o seu bem-estar mental, físico e espiritual.

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Tags:
DepressãoDescansoEstresseTrabalho
Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Brasileira Simone Barreto Silva é vítima de ataque terrorista na catedral de Nice
Reportagem local
Brasileira é vítima no ataque terrorista na c...
Reportagem local
França: atentado na basílica de Notre Dame em...
TRIGEMELAS
Esteban Pittaro
A imagem de Nossa Senhora que acompanhou uma ...
Pe. Robson de Oliveira
Francisco Vêneto
Defesa desmente Fantástico, da TV Globo, em n...
Aleteia Brasil
O milagre que levou a casa da Virgem Maria de...
Reportagem local
Corpo incorrupto de Santa Bernadette: o que o...
Philip Kosloski
3 poderosos sacramentais para ter na sua casa
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia