Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.
Newsletter Aleteia: uma seleção de conteúdos para uma vida plena e com valor. Cadastre-se e receba nosso boletim direto em seu email.
Registrar

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

Francisco pede orações pelos médicos e seus colaboradores em zonas de guerra

Compartilhar

Em “O Vídeo do Papa” de abril, o Santo Padre reza pelo trabalho dos médicos e colaboradores humanitários presentes em zonas de conflito, pessoas que arriscam sua própria vida para salvar a vida dos outros

Em O Vídeo do Papa do mês de abril, o Papa Francisco pede que os católicos rezem pelos médicos, enfermeiros, colaboradores humanitários e da área da saúde que atuam em zonas de guerra. O Papa afirma que a presença desses profissionais em territórios de conflito é um sinal de esperança para muitos, porque eles “arriscam a própria vida para salvar avidados outros” e mostram o lado mais humano e misericordioso mesmo em meio à guerra.

Como dizia Sua Santidade Paulo VI, na celebração da XI Jornada da Paz (1978): os médicos são pessoas cultas, corajosas e boas, que fizeram da ciência e da área da saúde sua vocação e profissão. A isso, o Papa Francisco acrescentava em 2016 – em discurso perante uma representação de médicos espanhóis e latino-americanos no Vaticano –: o compromisso dos médicos “não só se apoia em sua competência técnica, mas principalmente em sua atitude compassiva e misericordiosa pelos que sofrem no corpo e no espírito. A compaixão é, de alguma maneira, a própria alma da medicina. A compaixão não é lastimar, é padecer-com”.

Atualmente, existem mais de 20 conflitos armados em curso no mundo, dos quais 7 – segundo ACNUR – causaram o maior número de vítimas e deslocamentos forçados: Iêmen, Iraque, Síria, Sudão do Sul, Somália, Afeganistão e Ucrânia, além da República Democrática do Congo e da República Centro-Africana, que se encontram em conflito constante há anos. De acordo com denúncias de organizações humanitárias, nas guerras de hoje, os hospitais e centros de saúde já não podem ser considerados locais seguros, porque são bombardeados de modo rotineiro com objetivos bélicos, contra o que manda o Direito Internacional Humanitário.

O padre Frédéric Fornos SJ, diretor internacional da Rede Mundial de Oração do Papae do Movimento Eucarístico Jovem, recorda que, nos conflitos armados, os civis são as principais vítimas, “por isso, os agentes de saúde em zonas de guerra são essenciais. Eles salvam vidas e aliviam o sofrimento em condições perigosas”. No entanto, muitas vezes são atacados, não se respeitando o direito intenacional humanitário. Recordemos e rezemos por esses irmãos e mulheres que oferecem a própria vida para salvar a dos outros”. Como indicou o Papa Francisco em Gaudete et Exsultate “o oferecimento da própria vida pelos demais é também caminho de santidade”.Eainda o que disse Francisco no encontro com a Cruz Vermelha italiana (27 de janeiro de 2018): “O Bom Samaritano não submete o homem ferido a nenhuma avaliação prévia, não o julga, nem subordina sua ajuda às prerrogativas morais, nem sequer religiosas”.

O Vídeo do Papa só é possível por causa da contribuição espontânea de muitas pessoas. Neste link você pode fazer a sua doação.

Onde você pode ver o video?

Sobre O Vídeo do Papa

O Vídeo do Papa é uma iniciativa oficial de alcance global que tem como objetivo difundir as intenções de oração mensais do Santo Padre. É desenvolvida pela Rede Mundial de Oração do Papa (Apostolado da Oração). O projeto conta com o apoio do Vatican Media. Mais informações em: https://www.thepopevideo.org/?lang=pt-br

Sobre a Rede Mundial de Oração do Papa

A Rede Mundial de Oração do Papa é uma obra pontifícia. Tem como missão mobilizar os cristãos, pela oração e pela ação, para os desafios da humanidade e da missão da Igreja. Estes desafios, discernidos pelo Papa, exprimem-se sob a forma de intenções de oração que ele confia a toda a Igreja. Foi fundada em 1844 como Apostolado da Oração, atualmente está presente em 98 países e mais de 35 milhões de católicos participam, incluindo seu grupo de jovens, o Movimento Eucarístico Jovem. O Papa constituiu este serviço eclesial como uma Obra Pontifícia e aprovou os seus novos estatutos em Março de 2018. O seu director internacional é o P. Frédéric Fornos, SJ. Mais informações em: https://www.popesprayer.va/pt-pt/.

 

Boletim
Receba Aleteia todo dia
São leitores como você que contribuem para a missão da Aleteia

Desde o início de nossas atividades, em 2012, o número de leitores da Aleteia cresceu rapidamente em todo o mundo. Estamos comprometidos com a missão de fornecer artigos que enriquecem, informam e inspiram a vida católica. Por isso queremos que nossos artigos sejam acessados por todos. Mas, para isso, precisamos da sua ajuda. O jornalismo de qualidade tem um custo (maior do que o que a propaganda consegue cobrir). Leitores como você podem fazer uma grande diferença, doando apenas $ 3 por mês.