Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Sexta-feira 22 Janeiro |
São Vicente Pallotti
home iconAtualidade
line break icon

Crise migratória na Venezuela afeta 1,1 milhão de crianças

VENEZUELAN HOSPITAL SHORTAGE

Hugo Passarello Luna | Hans Lucas | AFP

Agências de Notícias - publicado em 07/04/19

Um informe interno da ONU assegura que sete milhões de pessoas - um quarto da população venezuelana - precisam de ajuda humanitária

Por causa da crise migratória na Venezuela, a quantidade de crianças que vão precisar de proteção e acesso a serviços básicos na América Latina e no Caribe este ano vai chegar a 1,1 milhão, antecipou o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef).

A estimativa do Unicef é divulgada em um momento em que se espera uma piora na crise política da Venezuela, o que repercute na situação das crianças e suas famílias.

Preocupado com informes de xenofobia, discriminação e violência contra crianças migrantes venezuelanas e suas famílias em países anfitriões e de trânsito, o Unicef pediu a estas nações que as acolham.

O registro das crianças migrantes é o primeiro passo para garantir seus direitos, segundo o Unicef.

Um informe interno da ONU assegura que sete milhões de pessoas – um quarto da população venezuelana – precisam de ajuda humanitária porque carecem de acesso a alimentos e medicamentos.

O relatório destaca que pelo menos 22% das crianças menores de cinco anos sofrem de desnutrição crônica na Venezuela.

Umas 5.000 pessoas abandonam o país diariamente e 10% da população (mais de 3,4 milhões de pessoas) vive agora como migrantes ou refugiados nos países vizinhos, segundo este informe da ONU.

O presidente venezuelano, Nicolás Maduro, culpa pela crise econômica as sanções impostas pelos Estados Unidos, mas o líder opositor Juan Guaidó, que se autoproclamou presidente interino, assegura que se deve à corrupção e ao mau governo. Guaidó é reconhecido como presidente por Estados Unidos e mais de 50 países.

O Unicef solicitou 69,5 milhões de dólares para atender às necessidades das crianças deslocadas da Venezuela e aquelas que estão vivendo em países de trânsito ou anfitriões de América Latina e Caribe.

(Com AFP)

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
Larry Peterson
Ela se divorciou duas vezes, teve 8 filhos, virou freira e levou ...
2
FETUS
Francisco Vêneto
Abortos no mundo em 2021 já superam mortes por covid em toda a pa...
3
POPE AUDIENCE
Reportagem local
A oração de cura que pode ser dita várias vezes por dia
4
Aleteia Brasil
O testemunho de São Sebastião, o soldado mártir do Império Romano
5
Aleteia Brasil
Na íntegra: as três partes do Segredo de Fátima - e uma interpret...
6
Aleteia Brasil
5 milagres que a ciência tentou, mas nunca conseguiu explicar
7
JOE BIDEN
Francisco Vêneto
Joe Biden nomeia defensora do aborto para dirigir ações humanitár...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia