Receba o boletim diário da Aleteia gratuitamente no seu email.
Cadastre-se e receba Aleteia diretamente em seu email. É de graça.
Receber

Sem condições de apoiar?

Veja 5 formas de você ajudar a Aleteia

  1. Reze por nossa equipe e pelo êxito de nossa missão
  2. Fale sobre a Aleteia em sua paróquia
  3. Compartilhe os artigos da Aleteia com seus amigos e familiares
  4. Desative o bloqueio de publicidade quando nos visitar
  5. Inscreva-se para receber nosso boletim gratuito e leia-nos diariamente

Obrigado!
Redação da Aleteia

Enviar

Aleteia

Governo comunista derruba mais uma igreja católica na China

© Sean SPRAGUE / CIRIC
Compartilhar

Células comunistas locais querem forçar católicos fiéis ao Papa a se submeterem à Associação Patriótica, órgão que tenta controlar a Igreja no país

Com apenas um trator que pôs abaixo a construção de dois andares, o governo de Qianyang, na China, destruiu na semana passada (dia 4 de abril) a única paróquia da cidade, sob a vigilância de um grupo de policiais e à vista de mulheres que choravam e fiéis que assistiam impotentes a mais esta violação a um direito elementar de todo ser humano: a liberdade de pensamento e religião.

Em nota veiculada pela agência AsiaNews, o padre Bernardo Cervellera explicou que a paróquia de Qianyang tinha sido criada numa área miserável de Shaanxi graças a esmolas e espórtulas de outras comunidades da diocese e servia a cerca de 2.000 agricultores católicos. O salão para as celebrações litúrgicas ficava no andar superior, enquanto no térreo moravam as religiosas que ofereciam ajuda até mesmo médica e farmacêutica à população carente.

A paróquia pertence à diocese de Fengxiang, que não está inscrita na Associação Patriótica, o órgão do partido comunista chinês encarregado da ingerência na Igreja dentro do país. Analistas consideram que a demolição da paróquia é pura pressão contra a diocese para forçá-la a inscrever-se na Associação Patriótica.

Além disso, a célula comunista que preside o governo de Qianyang é formada por maoístas radicais que tacham a religião de “fantasia a ser erradicada“. Fora do mundo de fantasia dos comunistas, porém, o que de fato deve ser erradicado ali, na vida real, é a miséria da população, vitimada, como de costume, pela hipocritamente denominada “ditadura do proletariado”.

Boletim
Receba Aleteia todo dia
São leitores como você que contribuem para a missão da Aleteia

Desde o início de nossas atividades, em 2012, o número de leitores da Aleteia cresceu rapidamente em todo o mundo. Estamos comprometidos com a missão de fornecer artigos que enriquecem, informam e inspiram a vida católica. Por isso queremos que nossos artigos sejam acessados por todos. Mas, para isso, precisamos da sua ajuda. O jornalismo de qualidade tem um custo (maior do que o que a propaganda consegue cobrir). Leitores como você podem fazer uma grande diferença, doando apenas $ 3 por mês.